Comparação entre alguns processos de oxidação avançados na cinética de degradação do efluente bruto de curtume

Camila Lopes Maler, Keiko Takashima

Resumo


Neste trabalho foi investigada a cinética de degradação do efluente bruto de curtume, coletado no tanque de homogeneização com demanda química de oxigênio equivalente a 3340 mg L-1 e pH de 8,1, por processos de oxidação avançados como fotocatálise mediada por semicondutor, fotólise em presença de peróxido de hidrogênio e processo foto-Fenton a 30 oC. Os experimentos foram realizados usando-se o efluente diluído na proporção de 1:50 em água destilada no interior de um reator cilíndrico de parede dupla aberto à atmosfera, variando-se a concentração dos oxidantes. As constantes de velocidade de degradação, kobs, do efluente, calculadas sob condições de pseudo-primeira ordem, foram maiores para o processo fotocatalítico em meio de ZnO (kobs= 1,23x10-1 a 2,74x10-1 min-1) seguido por TiO2 (0,90x10-2 min-1 a 3,35x10-2 min-1) em pH ca. 7,3 e 30 ºC. Tanto a degradação do efluente sob fotólise na presença de H2O2 (9,36x10-3 a 7,44x10-3 min-1) em pH 6,8 quanto sob foto-Fenton (7,30x10-3 a 12,0x10-3 min-1) em pH 5,8 foi significativamente inferior quando comparada ao processo fotocatalítico a 30ºC. A demanda química de oxigênio do efluente foi totalmente removida após 2 h no processo fotocatalítico a 30 °C.


Palavras-chave


Efluente de curtume; Fotocatálise; TiO2; ZnO

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0375.2011v32n1p97

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semin., Ciênc. Exatas Tecnol.

Londrina - PR

E-ISSN: 16790375

DOI: 10.5433/1679-0375

E-mail: seminaexatas@uel.br

 

 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional