Monitoramento e caracterização de composto obtido de lodo de indústria de alimentos ultra processados por análises convencionais e espectroscópicas

Cleber Pinto da Silva, Bruna Pompermayer Meotti de Almeida, Sandro Xavier de Campos

Resumo


A compostagem de lodo da indústria de alimentos ultra processados em pilhas foi avaliada através de parâmetros físico-químicos, fitotóxicos e espectroscópicos. As pilhas apresentaram fase termofílica por aproximadamente duas semanas. Após 90 dias, o índice de germinação de sementes (IGS) atingiu valores de 62.5% para a pilha 1 e 87.5% para a pilha 2. As análises espectroscópicas revelaram a degradação de estruturas alifáticas / polissacarídicas e o aumento de grupos funcionais oxigenados presentes nos ácidos húmicos. As concentrações de íons metálicos estavam abaixo do valor máximo permitido pela legislação atual. O processo de compostagem em pilhas foi eficiente para degradar o lodo da indústria de alimentos ultra processados, associado à poda de jardim ou serragem, resultando em compostos maduros.

Palavras-chave


Alimentos Ultra Processados; Íons Metálicos; Fertilizante Orgânico.

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0375.2019v40n1p39

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semin., Ciênc. Exatas Tecnol.

Londrina - PR

E-ISSN: 16790375

DOI: 10.5433/1679-0375

E-mail: seminaexatas@uel.br

 

 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional