Remoção de cor ADMI de efluente têxtil após o tratamento biológico utilizando carvão ativado em pó

Gemima Santos Arcanjo, Tatiana Yuri Ramos Oda, Alice do Carmo Precci Lopes, Ann Honor Mounteer, Nirlane Cristiane Silva, Janaína Fagundes Malta

Resumo


Efluentes de fábrica têxtil têm composição complexa e, mesmo após o tratamento biológico, ainda apresentam
elevada concentração de corantes e pigmentos. A adsorção em carvão ativado tem sido extensivamente
investigada para a remoção de corantes, porém a maioria dos trabalhos utilizam efluentes sintéticos ao invés de efluente têxtil real. O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficiência de remoção de cor e DQO de um efluente têxtil real com a adsorção em carvão ativado em pó (PAC). Para a caracterização do PAC, foi medido o número de iodo. A cor do efluente foi medida pelo método de cor ADMI. A máxima eficiência de remoção alcançada foi de 60% para DQO e 93% para cor, com 20 g.L-1 de PAC. Ainda, com uma concentração de adsorvente de 4 g.L-1, pode-se alcançar o limite de cor estabelecido pela legislação de Minas Gerais, Brasil. Os resultados mostraram a viabilidade do uso de PAC para remoção de cor e DQO de efluente têxteis.


Palavras-chave


Adsorption; Activated carbon; Textile effluent; ADMI color and COD removal

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0375.2018v39n1p3

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semin., Ciênc. Exatas Tecnol.

Londrina - PR

E-ISSN: 16790375

DOI: 10.5433/1679-0375

E-mail: seminaexatas@uel.br

 

 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional