Caracterização do lodo gerado no tratamento de lixiviado de aterro sanitário com coagulante à base de tanino.

Lucila Akiko Nagashima, Carlos de Barros Junior, Amanda Shizuka Fujimura, Taluana Delakis Recanello

Resumo


O presente trabalho teve como objetivo efetuar a caracterização do lodo resultante do tratamento de lixiviado gerado no aterro sanitário com o coagulante à base de tanino, denominado Tanfloc SG® cedido pela empresa TANAC SA. O tratamento do efluente foi desenvolvido em pH 7,4 e [Tanfloc SG] = 2700 mg/L, condições consideradas ótimas na remoção de DQO e da turbidez. Realizaram-se análises químicas de fracionamento de metais por meio de extrações simples e de extrações sequenciadas, cujo resultado indicou que o resíduo sólido é constituído de 29% de óxido amorfo, 28% de resíduo final, 22 % de óxido cristalino e 21% de fração trocável. Os ensaios de lixiviação mostraram que o lodo originado do tratamento com Tanfloc SG® é classificado como resíduo Classe I – perigoso, segundo a legislação brasileira (NBR 10.004/2004 - ABNT), indicando que tais resíduos necessitam de tratamento e devem ter como destino final os aterros industriais, por apresentarem periculosidade em função de sua toxicidade.


Palavras-chave


lodo; aterro sanitário; extração sequencial; metais pesados

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0375.2010v31n1p37

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semin., Ciênc. Exatas Tecnol.

Londrina - PR

E-ISSN: 16790375

DOI: 10.5433/1679-0375

E-mail: seminaexatas@uel.br

 

 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional