Crateras e Pits de Cavitação em Metais

Gil Bazanini

Resumo


Foram obtidos erosão e “pits” de cavitação utilizando o dispositivo a disco rotativo, onde um disco contendo indutores de cavitação e os corpos de prova giram em uma câmara preenchida com água, visando causar escoamento cavitante. Estes “pits” puderam ser observados com auxílio de um microscópio eletrônico de varredura. Micro-jatos oriundos do colapso da bolha, ou cavidade, geralmente causam danos à superfície sólida próxima . Os danos causados pelo colapso apresentam formato próximo do esférico. Pelo fato de serem causados por micro-jatos, os “pits” e demais danos apresentam formato esférico. Finalmente, foi calculado o “pit counting” que consiste no número de “pits” por unidade de área e de tempo. Observou-se ainda a influência da velocidade de escoamento no “pit counting” : quanto maior a velocidade, maior o valor do “pit counting” calculado.Também foram estudadas as “crateras” resultante do contato da bolha com o corpo de prova, em como a influência de altas temperaturas (3.000 K) no fenômeno, resultando ainda em manchas escuras em volta das crateras.


Palavras-chave


Cavitação; “Pits”; Erosão; Crateras; Metais

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0375.2017v38n2p43

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semin., Ciênc. Exatas Tecnol.

Londrina - PR

E-ISSN: 16790375

DOI: 10.5433/1679-0375

E-mail: seminaexatas@uel.br

 

 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional