Aspecto físico-químico e bacteriológico da hidrologia subterrânea na região do depósito de resíduos sólidos urbanos, Londrina, Paraná, Brasil

Luciana T. Mendes, João de Sousa Costa, Eliana França, Raquel de Souza Teixeira, Deize Dias Lopes, Sandra Márcia Cesário P. da Silva, João Carlos Alves, Luiz Henrique Dall´Antonia

Resumo


Um estudo da qualidade físico-química e bacteriológica da água subterrânea na região do Depósitos de Resíduos Sólidos Urbano de Londrina PR foi realizado por meio do monitoramento de doze poços que atingem o lençol subterrâneo e também do afloramento do lençol no Rio Periquitos. Os resultados das análises das 120 amostras de águas coletadas foram comparados aos valores máximos permissíveis para consumo humano, segundo a legislação federal vigente. Foram encontrados coliformes totais entre 3,1 NMP/100mL (Poço 4) e 120330 NMP/100mL (Rio Periquitos) e, coliformes fecais entre 0 e 4100 NMP/ 100mL (Rio Periquitos), valores associados à devido ao fato de animais de propriedades vizinhas alimentarem-se na região. O pH, turbidez, DQO e DBO estavam dentro dos valores esperados, exceto pela condutividade que mostrou-se alterada.


Palavras-chave


Aterro sanitário; Hidrologia; Contaminação.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0375.2006v27n2p139

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semin., Ciênc. Exatas Tecnol.

Londrina - PR

E-ISSN: 16790375

DOI: 10.5433/1679-0375

E-mail: seminaexatas@uel.br

 

 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional