Análise de Hidrocarbonetos Policíclicos Aromáticos (HPAs) em solos utilizando agitação ultra-sônica, tubo aquecedor/minicondensador e cromatografia gasosa

Angelita Aparecida Ribeiro da Silva, Ilza Lobo, Carmen Luísa Barbosa Guedes, Jurandir Pereira Pinto

Resumo


O aumento do número de postos de combustíveis no Brasil possibilitou-se também um aumento do risco de contaminação das águas subterrâneas devido aos derramamentos de combustíveis. Os hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (HPAs), componentes de derivados de petróleo, constituem um grupo de micro poluentes orgânicos, persistentes no ambiente e de elevada capacidade carcinogênica. Neste trabalho, foi desenvolvida uma metodologia de análise de HPAs em solos, e para a quantificação desses componentes usou-se a técnica de cromatografia gasosa com detector de ionização em chama, por meio da otimização e validação das condições cromatográficas e das condições de extração, concentração e purificação de HPAs. Foi obtida uma boa resolução para os 16 HPAs, com tempos de retenção variando de 6,1 a 43,7 minutos. O sistema tubo aquecedor/mini-condensador usado para evaporação do solvente apresentou boa recuperação inclusive para o naftaleno (83%), e com o método de extração por agitação ultra-sônica com diclorometano, obtiveram-se recuperações que variaram de 74 a 104%. O método de análise apresentou-se adequado para quantificação dos 16 HPAs na avaliação do passivo ambiental em postos de combustíveis.


Palavras-chave


HPAs; Solo; Cromatografia; Agitação ultra-sônica.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0375.2006v27n2p105

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semin., Ciênc. Exatas Tecnol.

Londrina - PR

E-ISSN: 16790375

DOI: 10.5433/1679-0375

E-mail: seminaexatas@uel.br

 

 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional