Polimerização do L-lactídeo na Presença de Nitrogênio Gasoso

Rosana Aparecida da Silva-Buzanello, Ligiane Aline Inhoato, Mirela Vanin dos Santos Lima, Heron Oliveira dos Santos Lima, Fernanda Vitória Leimann, Pedro Henrique Hermes de Araújo, Odinei Hess Gonçalves

Resumo


A presença de água durante a polimerização por abertura de anel de L-lactídeo deve ser completamente evitada. Mesmo presente em pequenas quantidades, a água pode influenciar negativamente o comportamento cinético da reação. A remoção da água de maneira eficaz, a partir do sistema de reação, deve ser de fácil aplicação e com custo relativamente baixo. O objetivo deste trabalho foi obter poli(L- ácido lático) em diferentes condições de temperatura e concentração de catalisador, utilizando nitrogênio gasoso para purgar o reator, comparando os perfis de conversão resultantes e as massas molares médias finais. Os resultados demonstraram que um longo período de indução ocorreu quando o nitrogênio gasoso não foi utilizado. Esses resultados sugerem que o nitrogênio possibilita a remoção efetiva da água do sistema de reação, uma vez que os períodos de indução não foram observados quando o gás foi injetado antes da polimerização. O uso de nitrogênio gasoso evitou o processo de despolimerização evidenciado pela obtenção de massas molares mais elevadas do que aquelas em que a purga não foi realizada.

Palavras-chave


Biopolímeros; Despolimerização; Nitrogênio Gasoso; PLLA; Poli(L-ácido lático); Polimerização por Abertura de Anel

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0375.2014v35n2p199

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semin., Ciênc. Exatas Tecnol.

Londrina - PR

E-ISSN: 16790375

DOI: 10.5433/1679-0375

E-mail: seminaexatas@uel.br

 

 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional