Algumas discussões adicionais sobre o método de determinação de p , a razão entre a parte real e a parte imaginária da amplitude de espalhamento hadrônico elástico na direção para frente, a altas energias

Antonio Braz de Pádua, Cléia Guiotti de Pádua

Resumo


O método correto de determinação de p , a razão entre as partes real e imaginária da amplitude de espalhamento elástico na direção para frente, nas colisões hadrônicas a altas energias, permanece até hoje uma questão em aberto. Neste trabalho, rediscutimos este problema e propormos duas parametrizações alternativas para ajuste dos dados experimentais de d?/dt na região da Interferência Coulombiana - Hadrônica e, como conseqüência, a obtenção do valor de ?. Nossas propostas foram testadas com os dados obtidos na polêmica experiência realizada no CERN em 1986 pela colaboração UA4/1 para a colisão pp a s = 546GeV. A partir desses ajustes, recalculamos a grandeza ? e encontramos valores bem menores do que o valor original de 0.24 ± 0.04 , ou seja, 0.197 ± 0.020 e 0.189 ± 0.030 .

Palavras-chave


Espalhamento Elástico; Altas Energias; Próton; Antipróton; Amplitude de Espalhamento Elástico; Seção de Choque Diferencial Elástica; Pequenos Momentos Transferidos; Região de Coulomb; Região da Interferência Coulombiana; Região Hadrônica.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0375.2004v25n1p59

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Semina: Ciências Exatas e Tecnológicas/

Semina: Exact and Technological Sciences
Londrina - PR
ISSN Impresso/Print ISSN: 16765451

ISSN Eletrônico/EISSN: 16790375