Estudo Comparativo de Modelos de Fissuração Distribuída para Estruturas de Concreto

Samuel Silva Penna, Roque Luiz da Silva Pitangueira, Jamile Salim Fuina

Resumo


 

O artigo mostra como a modelagem constitutiva do concreto evoluiu, desde as tentativas iniciais de caracterizar o meio fissurado como contínuo, passando-se pelos modelos de fissuras distribuídas, de dano e de microplanos, até a tendência atual de conceber diferentes modelos segundo um único arcabouço teórico. Uma formulação genérica para os modelos de fissuração distribuída, que inclui os modelos de direção fixa e rotacional, bem como a degradação em tração e em compressão, é apresentada. Usando esta formulação, três modelos são gerados, especificando as leis de degradação. Um estudo comparativo dos modelos, baseado em simulações computacionais de uma viga submetida a cisalhamento em quatro pontos, é apresentado. Os resultados são comparados, entre si e com resultados experimentais, permitindo uma análise critica dos modelos.

 


Palavras-chave


Estruturas de Concreto; Método dos Elementos Finitos; Modelos Constitutivos

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0375.2013v34n2p211

Semin., Ciênc. Exatas Tecnol.

Londrina - PR

E-ISSN: 16790375

DOI: 10.5433/1679-0375

 

 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional