Trocas gasosas e teor de nutrientes em folhas de pinhão manso irrigado com água residuária e doses de fósforo

Antonio Evami Cavalcante Sousa, Claudivan Feitosa de Lacerda, Hans Raj Gheyi, Frederico Antonio Loureiro Soares, Elka Costa Santos Nascimento, Ricardo Almeida Viégas

Abstract


Com o objetivo de avaliar trocas gasosas e teores de minerais em plantas de pinhão manso irrigadas com água residuária de origem doméstica foi conduzido um ensaio em ambiente protegido adotando-se um delineamento em blocos casualizados em um fatorial com cinco níveis de reposição hídrica (0,25; 0,50; 0,75; 1,00 e 1,25 do consumo de água pela planta) e duas doses de P2O5 (135 e 200 g planta-1) por ano com quatro repetições. Os dados de trocas gasosas foliares foram obtidos utilizando-se medidor portátil de fotossíntese (IRGA). Para determinar o teor de nutrientes da planta, utilizou-se o limbo foliar localizado entre a quarta e quinta folha abaixo da inflorescência. A redução da reposição hídrica provocou diminuição na taxa de assimilação de carbono, limitando a capacidade produtiva das plantas de pinhão manso. O incremento na reposição hídrica com água residuária proporcionou incremento nas trocas gasosas foliares, notadamente na taxa de assimilação de carbono. Verificou-se que o acúmulo dos elementos segue a sequência: N > K > Ca > Na > Cl > Mg > P > S > Fe > Mn > Zn > Cu, e com o aumento da reposição hídrica, o fósforo, o zinco e o cobre aumentaram suas concentrações no limbo foliar. As doses de P2O5 aplicadas não influenciaram os teores de nenhum dos elementos estudados.


Keywords


Jatropha curcas L.; Nutrição vegetal; Características fotossintéticas; Adubação fosfatada; Reuso.



DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0359.2012v33n5p1755

Semina: Ciênc. Agrár.
Londrina - PR
E-ISSN 1679-0359
DOI: 10.5433/1679-0359
E-mail: semina.agrarias@uel.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional