Regularidade de produção de tangerineira ‘Ponkan’ submetida a raleio químico

Maria do Céu Monteiro Cruz, Rodrigo Amato Moreira

Abstract


Para a tangerineira ‘Ponkan’, a alternância de produção é um problema que tem influenciado a qualidade das frutas e a produtividade. A finalidade desta pesquisa foi avaliar os efeitos do raleio químico sobre a alternância de produção e produtividade da tangerineira ‘Ponkan’. Foram utilizadas tangerineiras ‘Ponkan’ enxertadas sobre limoeiro ‘Cravo’ (Citrus limonia Osbeck), de um pomar comercial com dez anos de idade, no período de dezembro de 2006 a julho de 2008. As plantas foram pulverizadas com cinco concentrações de Ethephon: 0, 150, 300, 450, 600 mg L-1, em dois estádios de desenvolvimento das frutas: 30 e 40 mm de diâmetro transversal. Foi utilizado o esquema fatorial 5×2, disposto em blocos casualizados, com quatro repetições. No primeiro ano, após a aplicação do raleio químico com Ethephon, foi avaliado o rendimento da produção nas plantas dos diferentes tratamentos. No segundo ano foram determinadas a alternância de produção e a produtividade. O raleio químico promove a regularidade de produção em tangerineira ‘Ponkan’ com aplicação de Ethephon em concentrações entre 300 e 600 mg L-1. As plantas pulverizadas com a concentração de 600 mg L-1 produziram alta quantidade de frutos no ano subsequente ao raleio.

 


Keywords


Citrus reticulata Blanco; Alternância de produção; Ethephon.



DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0359.2012v33n6p2163

Semina: Ciênc. Agrár.
Londrina - PR
E-ISSN 1679-0359
DOI: 10.5433/1679-0359
E-mail: semina.agrarias@uel.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional