Contaminação química de água em arroz irrigado no estado do Paraná, Brasil

Marcelo Luiz Chicati, Marcos Rafael Nanni, Everson Cézar

Abstract


O objetivo deste trabalho foi avaliar a contaminação da água provocada pelo uso de agroquímicos na cultura de arroz irrigado em parte da Área de Proteção Ambiental das Ilhas e Várzeas do Rio Paraná, no município de Querência do Norte. Esta região é caracterizada por uma grande riqueza natural, bem como pela necessidade de produção agrícola. Foram realizadas quatro seções de coletas de água, sendo duas no verão e duas no inverno, que ocorreram em pontos pré-estabelecidos, nos rios e canais de drenagem em torno das áreas de cultivo de arroz, inclusive no rio Ivaí que é receptor de águas destes locais, utilizando-se galões de 5 litros. Para determinação da concentração dos herbicidas, foi utilizada alíquota de 250 mL de cada amostra, com solução hexano/diclorometano, concentração do extrato e aferição do volume em acetonitrila. A medição foi realizada por cromatografia líquida de alta eficiência com espectrometria de massa sequencial. Os resultados demonstraram presença de Organofosforados, Metilcarbamatos, Cloroacetamidas, Triazóis, Piretróides, Triazinas, Acetamidas e Pirazóis. O composto Carbofurano é o mais abundante na área de estudos. A Atrazina é encontrada e determinada como originária de regiões próximas à área de estudo. Além da Atrazina, outros compostos não recomendados para arroz irrigado são usados nesta região, sendo passíveis de ações legais para punição.


Keywords


Oriza sativa; Várzeas; Pesticidas; Rio Ivaí.



DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0359.2012v33n4p1455

Semina: Ciênc. Agrár.
Londrina - PR
E-ISSN 1679-0359
DOI: 10.5433/1679-0359
E-mail: semina.agrarias@uel.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional