Avaliação de pyraclostrobin e acibenzolar-S-methyl sobre o crestamento bacteriano comum do feijão-vagem

Sandra Cristina Vigo, Antonio Carlos Maringoni, Renata de Cássia Camara, Giuseppina Pace Pereira Lima

Abstract


Ensaios foram conduzidos sob condições de casa-de-vegetação para avaliar o efeito de pyraclostrobin (0,0375; 0.0750 e 0,150 mL.L-1) e acibenzolar-S-methyl (ASM) (0.025 g.L-1) sobre o crestamento bacteriano comum, em folhas de feijão-vagem cultivar Bragança. Os produtos foram pulverizados em três diferentes períodos: cinco dias antes, cinco dias antes + cinco dias após e cinco dias após a inoculação dos folíolos com um isolado de Xanthomonas axonopodis pv. phaseoli. Foram determinados os teores de polifenoloxidase, peroxidase e proteínas solúveis totais em folhas inoculadas e não-inoculadas de feijão-vagem pulverizadas com pyraclostrobin (0,075 g.L-1) e ASM (0,025 g.L-1). Todas as concentrações de pyraclostrobin e ASM reduziram os valores da área abaixo da curva do progresso da doença (AUPDC) e o menor valor da AUPDC foi observado para a aplicação dos produtos cinco dias antes + cinco dias após a inoculação. Altos teores de polifenoloxidase, peroxidase e proteínas solúveis totais foram observados nas folhas pulverizadas com pyraclostobin e ASM.


Keywords


Phaseolus vulgaris; Xanthomonas axonopodis pv. Phaseoli; Proteína.



DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0359.2012v33n1p167

Semina: Ciênc. Agrár.
Londrina - PR
E-ISSN 1679-0359
DOI: 10.5433/1679-0359
E-mail: semina.agrarias@uel.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional