Viabilidade técnica da produção de mudas de batata-doce em bandejas

Amarílis Beraldo Rós, Sônia Maria Nalesso Marangoni Montes, Nobuyoshi Narita, João Tavares Filho

Abstract


O cultivo de batata-doce exige elevada quantidade de ramas por unidade de área e o enraizamento de mini-estacas pode contribuir para a produção de grande quantidade de mudas em pouco tempo. Assim, esse trabalho teve por objetivo verificar a viabilidade técnica da produção de mudas de batata-doce em bandejas de isopor. Os tratamentos foram constituídos de mini-estacas (segmentos com dois nós removidos dos terços médio e superior de ramas) de 30 clones de batata-doce os quais foram cultivadas por 35 dias em bandejas sendo, em seguida,  transplantadas para o local definitivo. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com quatro repetições. As seguintes características foram avaliadas: percentagem de enraizamento e sobrevivência das mudas após transplantio. A média de mini-estacas enraizadas foi de aproximadamente 95%. A taxa de sobrevivência dos clones no campo foi superior a 98%. Concluiu-se que é tecnicamente viável a produção de mudas enraizadas de batata-doce em bandejas.


Keywords


Ipomoea batatas (L.) Lam.; Enraizamento; Estaca; Multiplicação.



DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0359.2011v32n4p1423

Semina: Ciênc. Agrár.
Londrina - PR
E-ISSN 1679-0359
DOI: 10.5433/1679-0359
E-mail: semina.agrarias@uel.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional