Atividade anti-helmintica do closantel, nas doses de 10 e 25 Mg/KG, via oral, contra nematóides gastrintestinais de bovinos naturalmente infectados

Alvimar José da Costa, Uriel Franco Rocha, Ivaldo Melito, Odilon Vidotto

Abstract


Dois grupos c/e bezerros naturalmente infectados (sete animais cada) (foram tratados com Closantel a 30%, via oral. nas doses de 10 mg/kg e 25 mg/kg, respectivamente, e um terceiro grupo foi mantido como testemunho, recebendo apenas placebo. Sele dias após os tratamentos, todos os bezerros foram necropsiados, sendo recolhidos "in totum" todos os helmintos presentes nos diferentes órgãos. O abomaso e o intestino delgado de cada animal foram artificialmente digeridos. Os resultados necroscópicos demonstraram que o Closantel apresentou eficiência A. nas duas dosagens utilizadas, contra as seguintes espécies de uematóides (adultos e imaturos): Haemoncluis contortus, H. similes, Bunostonium phlebotomum e Oesophagostomum radiatuns. Nas outras 6 espécies diagnosticadas sua eficiência variou de Ba Li (ARMOUR)1. Sobre Dictiscaulus vivíparos o composto foi ineficiente. A dose de 25 mg/kg mostrou aparente atividade contra Mammomonogamus laryngeus. Nenhuma alteração foi observada nos bezerros tratados, quanto aos quadros hematológicos e aos uiveis de transaminases (AST e ALT) Desidrogenase lática (1,1)11/ e Creatinina.

 


Keywords


Closante; Uematóides; Bovinos.



DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0359.1986v7n0p28

Semina: Ciênc. Agrár.
Londrina - PR
E-ISSN 1679-0359
DOI: 10.5433/1679-0359
E-mail: semina.agrarias@uel.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional