Óleo de soja e grãos de linhaça sobre o desempenho e características de carcaça de bovinos cruzados terminados em confinamento

Roberto Haruyoshi Ito, Taciana Ducatti, Juliana Martin do Prado, Ivor Martin do Prado, Polyana Pizzi Rotta, Maribel Velandia Valero, Ivanor Nunes do Prado, Robério Rodrigues Silva

Abstract


Este experimento foi realizado para estudar o óleo de soja e grãos de linhaça como alimentos alternativos na alimentação animal para melhorar o desempenho e as características de carcaça de animais inteiros cruzados e terminados em confinamento por 105 dias. Foram utilizados 21 animais inteiros com 18 meses de idade distribuídos em três tratamentos (n=7): controle (CON), onde foi oferecido concentrado a base de milho; óleo de soja + grãos de linhaça (LS1) e óleo de soja + grãos de linhaça (LS2), onde o período experimental foi dividido em duas etapas: 60 dias com óleo de soja e 45 dias com óleo de soja e grãos de linhaça. Não houve diferença (P > 0,05) entre os tratamentos para peso inicial (343 kg), peso final (501 kg), ganho médio diário (1,50 kg), peso da carcaça quente (262 kg), rendimento de carcaça (52,4%), gordura de cobertura (5,40 mm), área de olho de lombo do Longissimus (88,0 cm2), área de olho de lombo do Longissimus/100 kg (33,7cm2), conversão de matéria seca (MS) (8,00 kg MS/1 kg peso vivo), ingestão de matéria seca (11,8 kg), ingestão de matéria seca/peso vivo (2,80%), ingestão de proteína bruta (1,20 kg), ingestão de energia (52,9 Mcal/dia), ingestão de fibra em detergente ácido/100 kg de peso vivo (0,50%), ingestão de fibra em detergente neutro (2,38 kg) e ingestão de fibra em detergente neutro/100 kg de peso vivo (0,90%). Dessa forma, óleo de soja e grãos de linhaça podem ser utilizados para substituir o milho em dietas para bovinos inteiros sem que haja alteração no desempenho animal e nas características de carcaça.


Keywords


Bovinos de corte; Conversão da matéria seca; Ganho médio diário; Ingestão de energia



DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0359.2010v31n1p259

Semina: Ciênc. Agrár.
Londrina - PR
E-ISSN 1679-0359
DOI: 10.5433/1679-0359
E-mail: semina.agrarias@uel.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional