Perdas na produção e qualidade do leite devido contagem de células somáticas no leite e estresse térmico de vacas da raça Holandesa em clima temperado

Agostinho Ludovico, Vinicius Buffon Maion, Dalton Evert Bronkhorst, Fabíola de Almeida Cristine Rego Grecco, Luiz Fernando Coelho da Cunha Filho, Ivone Yurika Mizubuti, Kelly Molin de Almeida, Marilucia dos Santos Ludovico, Elsa Helena Walter de Santana

Abstract


 

O objetivo deste estudo foi avaliar a influencia da contagem de células somáticas (CCS) no leite e o estresse térmico sobre a produção e composição do leite de vacas de um rebanho de produção comercial em região de clima temperado, durante o período de 2008 a 2012. Os dados do dia de controle leiteiro de 161±9 vacas Holandesas, totalizando 9650 ordenhas, foram fornecidos pela Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa e analisados através de estatística descritiva, correlação, análise de variância e regressão. A produção média diária de leite foi de 31,78 kg/vaca, com diminuição de 29,31% quando o escore de contagem de células somáticas (ECS) foi 9 e até 11% quando o Índice de Temperatura Equivalente (ITE) foi 32 ou maior. Os teores de lactose decresceram a partir do ECS 0 até 9 e de gordura a partir de ECS 1 até 9, totalizando diminuição de 7,88 e 9,23%, respectivamente, quando o ECCS foi 9. Um efeito inverso foi observado em relação ao teor de proteína, o qual aumentou 3,6% com ECS 8, comparado com o ECS 0. A produção diária de sólidos totais iniciou perdas a partir do ECS 0 e totalizou perdas de 30,64% quando este foi 9. O aumento do ITE até 32 ou mais diminuiu a concentração de todos os componentes do leite, exceto de proteína, em valores de até 3,42% da concentração. Estes efeitos, somados a diminuição na produção diária de leite com este nível de ITE, totalizaram perdas de até 12,74% na produção de sólidos totais. Conclui-se que as perdas de produção e qualidade de leite com o aumento da CCS e ITE são significativas e podem justificar a adoção de medidas para prevenir infecções na glândula mamária e conforto de vacas leiteiras, mesmo em região de clima temperado.


Keywords


Índice de temperatura equivalente; Clima; Composição do leite; Mastite; Estresse térmico.

Full Text:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0359.2015v36n5p3455

Semina: Ciênc. Agrár.
Londrina - PR
E-ISSN 1679-0359
DOI: 10.5433/1679-0359
E-mail: semina.agrarias@uel.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional