Primeira detecção de anticorpos Anti-Borrelia burgdorferi Sensu Lato em cães errantes da região Noroeste do Estado do Paraná, Brasil

Daniela Dib Gonçalves, Rodrigo Assunção Moura, Marcia Kuster de Paula Dreer, Denise do Amaral Gomes Nascimento, Graziela Vendrame Rodrigues, Isabel Cristina da Silva Caetano, Odilon Vidotto, Julio Cesar de Freitas, Maria Luísa Vieira

Abstract


O objetivo deste estudo foi determinar a ocorrência de anticorpos anti-B. burgdorferi sensu lato sl em cães errantes da área urbana da cidade de Umuarama, localizado na região noroeste do estado do Paraná, Brasil. Amostras de soro de 168 cães foram testados utilizando imunofluorescência indireta (IFI) e Western Blot (WB), a fim de detectar anticorpos anti-Borrelia burgdorferi sl. A IFI foi utilizada como teste de triagem e os resultados positivos foram confirmados empregando a técnica de WB. Sessenta e cinco (38,69%) de 168 amostras de soro foram positivas na IFI; 54 deles (83,07%) foram confirmados pela WB. A análise geral dos dados confirmaram a presença de anticorpos anti-B. burgdorferi sl em 32,14% (54/168) dos cães, o que sugere que a região noroeste do Estado do Paraná, pode constituir uma área de risco para a doença de Lyme. Mais estudos são necessários para determinar as características epidemiológicas da doença na região estudada.


Keywords


Borreliose; Canídeos; Diagnóstico; Imunofluorescencia indireta; Western blot.

Full Text:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0359.2015v36n4p2641

Semina: Ciênc. Agrár.
Londrina - PR
E-ISSN 1679-0359
DOI: 10.5433/1679-0359
E-mail: semina.agrarias@uel.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional