Polpa cítrica em dietas para cordeiros: consumo, digestibilidade e parâmetros ruminais

Eduardo Lucas Terra Peixoto, Mirton José Frota Morenz, Carlos Elysio Moreira da Fonseca, Elizabeth dos Santos Moura, Karla Rodrigues de Lima, Fernando Cesar Ferraz Lopes, Luciano da Silva Cabral

Abstract


Objetivou-se avaliar a viabilidade da substituição do milho por polpa cítrica peletizada (0; 25; 50; 75 e 100 % da MS de milho) em dietas para cordeiros, com base em variáveis nutricionais. Foram avaliadas as variáveis: consumo e digestibilidade dos nutrientes, e os parâmetros de fermentação ruminal. As dietas foram formuladas para serem isoproteicas, com relação volumoso:concentrado de 60:40. Foram utilizados cinco borregos mestiços com peso inicial médio de 26,1±1,8 kg distribuídos segundo um delineamento em quadrado latino 5 x 5. Para a determinação da digestibilidade dos nutrientes foi realizada a coleta de amostras de alimentos oferecidos e sobras e coleta total de fezes. Os nutrientes avaliados foram matéria seca, proteína bruta, extrato etéreo, cinzas, fibra em detergente neutro, fibra em detergente ácido e lignina. Foram determinadas as frações nitrogenadas e de carboidratos, e os parâmetros de fermentação ruminal (N-NH3 e pH ruminal). Os resultados foram interpretados de acordo com a análise de variância, e as médias estudadas por meio de análise de regressão (teste “t”; ?=0,05). Não houve efeito da inclusão de polpa cítrica à dieta sobre o consumo, coeficientes de digestibilidade dos nutrientes, bem como no pH e concentrações de N-NH3 no líquido ruminal. O consumo de nutrientes foi capaz de atender as exigências nutricionais preconizadas para a referida categoria. A polpa cítrica pode ser utilizada como substituta total do milho na mistura concentrada ou em até 26,5% da ração total (base seca) para cordeiros. 


Keywords


Coproduto; N-NH3; Nutrientes; Ovinos; pH.

Full Text:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0359.2015v36n5p3421

Semina: Ciênc. Agrár.
Londrina - PR
E-ISSN 1679-0359
DOI: 10.5433/1679-0359
E-mail: semina.agrarias@uel.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional