Fatores determinantes das preferências dos consumidores de leite no Maranhão, Brasil

Francisco Martins Castro, Zinaldo Firmino da Silva, Ivan Barbosa Machado Sampaio, Taciana Galba da Silva Tenório

Abstract


Em cidades com perfis mercadológicos e populacionais distintos, aspectos culturais podem prevalecer na decisão de compra. Com o objetivo de conhecer a proporção da população de consumidores de leite de três cidades maranhenses e seus hábitos e preferências de consumo, foram aplicados questionários semi-estruturados à população. Foram consideradas informações socioeconômicas e culturais dos consumidores e de aspectos referentes ao tipo de leite consumido. Os resultados de 2.134 respondentes foram tratados por meio de estatística descritiva e do teste de qui-quadrado. O consumo e preferência pelo tipo de leite diferiram (P<0,01) entre as cidades. Em Chapadinha e São Luís identificou-se maior proporção de consumidores de leite em comparação a Imperatriz. Os habitantes de Chapadinha, São Luís e Imperatriz preferiram, respectivamente, leite em pó, longa vida e pasteurizado. A escolha pelo leite em pó em Chapadinha foi devida ao preço e conveniência (P<0,001). Em São Luís (longa vida) e em Imperatriz (pasteurizado) a escolha pelo tipo de leite foi em função das garantias à saúde. As diferenças no poder aquisitivo dos habitantes, na tradição pecuária leiteira e na oferta dos tipos de leite de cada local explicam a variação no comportamento do consumo. A divulgação de informações junto à população sobre os aspectos nutricionais e de saúde do leite formal precisam se adequar a diversidade regional dos consumidores.


Keywords


Cadeia produtiva do leite; Leite informal; Preferências de consumo.

Full Text:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0359.2015v36n4p2829

Semina: Ciênc. Agrár.
Londrina - PR
E-ISSN 1679-0359
DOI: 10.5433/1679-0359
E-mail: semina.agrarias@uel.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional