Consumo, digestibilidade e balanço de nitrogênio de rações contendo diferentes níveis de torta de cupuaçu em ovinos

Laurena Silva Rodrigues, Bruno Peres Menezes, André Guimarães Maciel e Silva, Cristian Faturi, Jamile Andréa Rodrigues da Silva, Alexandre Rossetto Garcia, Benjamim de Souza Nahum, Stéfano Juliano Tavares de Andrade, José de Brito Lourenço Junior

Abstract


Realizou-se ensaio metabólico, com 20 ovinos machos, castrados, na Embrapa Amazônia Oriental, Belém, Pará (1º28? S 48º27? W), durante 26 dias. O delineamento foi inteiramente casualizado, em cinco tratamentos e quatros repetições. Tratamento A (Controle): 100% de gramínea; Tratamento B: 10% de TC e 90% de gramínea; Tratamento C: 20% de TC e 80% de gramínea; Tratamento D: 40% de TC e 60% de gramínea; e Tratamento E: 60% de TC e 40% de gramínea. Foram avaliados consumo e coeficientes de digestibilidade aparente da matéria seca (MS), matéria orgânica (MO), proteína bruta (PB), fibra em detergente neutro (FDN), fibra em detergente ácido (FDA), extrato etéreo (EE), celulose (CEL), hemicelulose (HEM) e balanço de nitrogênio (BN) das dietas experimentais. Os níveis de substituição de gramínea por TC promoveram diferenças significativas nos consumos de matéria mineral (CMM), proteína bruta (CPB), extrato etéreo (CEE) e celulose (CCEL), sendo que, com 60% de substituição da gramínea por TC, os valores de CMM, CPB e CEE foram mais elevados (P<0,05), indicando que a dieta experimental teve boa aceitabilidade. Houve decréscimo nos CCEL em função do aumento dos níveis de substituição de TC. No nível de 40% de substituição da gramínea Mombaça por TC, houve menor coeficiente de digestibilidade aparente da MS (41,54%), que não diferenciou de 60% (45,74) e de 20% (54,19). Foi observado em 40% e 60% de substituição da gramínea por TC, os menores valores de coeficiente de digestibilidade aparente da MO, PB, FDN e FDA. Até 20% de substituição da gramínea Mombaça por TC, o coeficiente de digestibilidade aparente da MS, MO, FDN e FDA foram mais elevados, não se diferenciando significativamente do tratamento controle (0%). Ocorreu efeito significativo para a variável excreção de N das fezes, com menor excreção de N,nos níveis de 0, 10 e 20% de substituição de gramínea. A TC constitui alternativa para suplementação alimentar de ruminantes, pois os níveis crescentes do subproduto do cupuaçu, em substituição da gramínea Mombaça, proporcionam aumento no consumo voluntário por ovinos.


Keywords


Amazônia; Ruminantes; Subproduto agroindustrial; Suplementação alimentar.

Full Text:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0359.2015v36n4p2779

Semina: Ciênc. Agrár.
Londrina - PR
E-ISSN 1679-0359
DOI: 10.5433 / 1679-0359
E-mail:  semina.agrarias@uel.br
Este obra está licenciado com uma Licença  Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional