Consumo, digestibilidade de nutrientes e desempenho lactacional de vacas leiteiras alimentadas com soja de diferentes formas

Angela Maria de Vasconcelos, Sebastião de Campos Valadares Filho, Marcia Dias, Vinicio Araujo Nascimento, Débora Andréa Evangelista Façanha, Juliano José de Resende Fernandes

Abstract


Utilizou-se 12 animais da raça Holandesa para avaliar o efeito de dietas contendo soja fornecida de diferentes formas e obter informações sobre possíveis alterações no desempenho lactacional como também verificar sua viabilidade econômica. As dietas constituíam-se de farelo de soja exclusivo (FS-controle); soja crua (SC); soja tostada (ST) e farelo de soja mais 5% de uréia (FSU). O volumoso foi à silagem de milho. Foram registrados consumo de matéria seca, produção de leite e colhidas amostras de leite. Para estimativa da digestibilidade foram coletadas seis amostras de fezes durante seis dias consecutivos. Os consumos de matéria seca (MS), matéria orgânica (MO), fibra detergente neutra (FDN) e carboidratos não fibrosos (CNF) não diferiram. O consumo de proteína bruta (PB) foi influenciado pelas dietas e as maiores médias de extrato etéreo (EE) foram com a SC e ST. O consumo dos nutrientes digestíveis totais (NDT) foi menor com a inclusão da SC e ST em relação à dieta controle. A digestibilidade da MS, MO, PB, EE, FDN não foram afetados e o CNF foi reduzido com ST e do NDT diminuiu com SC e ST. A produção total de leite e corrigida para 3,5% de gordura, sua eficiência e leite por quilograma de matéria seca e/ou proteína bruta não diferiram. Os grãos de soja crus e tostados como também concentrado adicionado de 5% de ureia na matéria seca podem ser usados como alternativas na alimentação de vacas de alta produção em substituição ao farelo de soja sem prejuízo para a produção e composição do leite. A dieta com FSU teve menor custo.


Keywords


Constituintes lácteos; Métodos de processamentos; Proteína metabolizável; Viabilidade econômica.

Full Text:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0359.2015v36n4p2775

Semina: Ciênc. Agrár.
Londrina - PR
E-ISSN 1679-0359
DOI: 10.5433/1679-0359
E-mail: semina.agrarias@uel.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional