Resposta imune de bezerros imunizados com um coquetel de vacina de DNA que codificam proteínas de membrana externa de Anaplasma marginale

Adriana Letícia Mendes Coelho, Rafael Felipe da Costa Vieira, Marcela Ribeiro Gasparini, João Luis Garcia, Odilon Vidotto, Marilda Carlos Vidotto

Abstract


No presente estudo, avaliou-se a resposta imune humoral e celular de um coquetel de plasmídeos recombinantes que codificam as principais proteínas de superfície (rMSP1a, rMSP1b, rMSP4, rMSP5, VirB9 e virB10) em bezerros. Dez animais foram divididos em três grupos: quatro bezerros foram inoculados com os plasmídeos / rMSPs (G1); 2 bezerros foram inoculados com vetor vazio (G2), e quatro bezerros receberam salina (G3). Três inoculações foram efetuadas em intervalos de 21 dias. No G1, os bezerros apresentaram aumentos significativos nos níveis de IgG total 21 dias após a segunda inoculação, em comparação com o grupo controle (p < 0,05 %) e os bezerros do G1 permaneceram com DO acima do ponto de corte 28 dias após a terceira inoculação (p < 0,05 %). Os soros pós-imunes dos bezerros do G1 reagiram especificamente para cada uma das rMSPs usadas. Adicionalmente, IgG específicas para VirB9 e Vir B10 foram detectadas por ELISA. Em conclusão, a associação de plasmídeos recombinantes induziu soroconversão específica nos bezerros testados. Portanto, sugerese a realização de testes adicionais para avaliar a proteção induzida pelos plasmídeos recombinantes, isoladamente ou em conjunto com as proteínas já identificadas com epítopos subdominantes.

 


Keywords


Anaplasmose bovina; Vacina de DNA; Bovinos; Imunogenicidade MSPs; VirB.

Full Text:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0359.2013v34n6Supl2p3877

Semina: Ciênc. Agrár.
Londrina - PR
E-ISSN 1679-0359
DOI: 10.5433/1679-0359
E-mail: semina.agrarias@uel.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional