Estimação de parâmetros genéticos para peso corporal, ganho em peso e características morfométricas de tilápias do Nilo utilizando modelos de regressão aleatória

Ana Carolina Müller Conti, Carlos Antonio Lopes de Oliveira, Elias Nunes Martins, Ricardo Pereira Ribeiro, Annaiza Braga Bignardi, Emilia Paiva Porto, Sheila Nogueira de Oliveira

Abstract


Estimação de parâmetros genéticos para peso corporal, ganho em peso e características morfométricas de tilápias do Nilo utilizando modelos de regressão aleatória Objetivou-se estimar parâmetros genéticos para peso corporal, ganho em peso diário (GPD) e características morfométricas em tilápias do Nilo da variedade GIFT por meio de modelos de regressão aleatória. Foram testados modelos com ordens 2, 3 e 4 do polinômio de Legendre para o efeito genético aditivo, e ordens 2 e 3 para a idade, efeitos de ambiente permanente e de família. Testaram-se ainda modelos com variância residual homogênea e heterogênea. Para os efeitos de ambiente permanente e de família, os polinômios de terceira ordem proporcionaram melhor ajuste em todas as características, bem como para o efeito genético para peso, GPD, comprimento e largura. Para altura e tamanho de cabeça foram necessários polinômios de quarta ordem. Para ganho em peso, altura e cabeça o melhor modelo foi o que considerou variância residual homogênea para largura, variância heterogênea com três classes de idade e para peso e comprimento, variância heterogênea com nove classes de idade. A maior herdabilidade para peso foi 0,34 entre 240 e 311 dias, e para GPD foi 0,69 aos 311 dias. Para cabeça e comprimento a maior herdabilidade ocorreu aos 270 dias, sendo igual a 0,27 e 0,21, respectivamente. A maior herdabilidade para o comprimento foi 0,20 aos 254 dias e para largura a maior herdabilidade foi 0,54 aos 311 dias. Uma vez que as maiores herdabilidades foram para GPD e largura aos 311 dias, a seleção baseada nestas características nestas idades levaria as maiores ganhos genéticos. As altas correlações genéticas entre idades superiores aos 200 dias de idade denotam a possibilidade de se utilizar como critério de seleção, idades pouco menores que as usuais (300 dias) sem diminuir o ganho genético. Como a largura apresentou herdabilidade de média magnitude na maior parte do período avaliado, a seleção baseada na largura em qualquer idade levaria a um ganho genético satisfatório nessa característica no final do período de cultivo.


Keywords


Variedade GIFT; Herdabilidade; Polinômios de Legendre; Dados longitudinais.



DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0359.2014v35n5p2843

Semina: Ciênc. Agrár.
Londrina - PR
E-ISSN 1679-0359
DOI: 10.5433/1679-0359
E-mail: semina.agrarias@uel.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional