Cinética de absorção de fósforo e frações nitrogenadas em milho cultivado em solução nutritiva

Leandro Martins Ferreira, Rafael Passos Rangel, Orlando Carlos Huertas Tavares, Leandro Azevedo Santos, Sonia Regina de Souza, Manlio Silvestre Fernandes

Abstract


 

A análise das variáveis cinéticas de absorção de íons é o principal procedimento experimental para a diferenciação da eficiência de absorção entre espécies e variedades. Baseado nisso, o objetivo desse trabalho foi avaliar a absorção de fósforo (P) e o seu efeito no metabolismo de nitrogênio (N) em variedades (Sol da Manhã e Eldorado) e cultivar (AG 122®) de milho (Zea mays L.) submetidos ao ressuprimento com 10 e 100 ?M de P. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado, com quatro repetições. Os tratamentos foram dispostos em esquema fatorial 3x2, sendo três genótipos e dois níveis de P. Aos 16 dias após a germinação (DAG) foram aplicados os tratamentos e procedeu-se a coleta da solução nutritiva ao longo do tempo para estimar as variáveis cinéticas de absorção de P (Vmáx, KM e Cmín) e na coleta final parte da massa fresca total foi armazenada para determinação das frações nitrogenadas e açúcares solúveis. Nas condições do experimento, a cultivar AG 122® apresentou o menor valor de KM e Cmín nas duas doses de P, o que indica uma maior eficiência de absorção por essas plantas, enquanto as variedades Eldorado e Sol da Manhã apresentaram os maiores valores de Vmáx. A omissão de P da solução nutritiva por um dia, seguido da adição de uma dose de 10 ?M desse nutriente por igual período não provocou alterações no metabolismo de N entre os genótipos estudados, no entanto, foi observado que as variedades Sol da manhã e Eldorado têm preferência para o metabolismo de N-NO3- na raiz quando comparadas a cultivar AG 122® que o faz preferencialmente na parte aérea.


Keywords


Zea mays L.; Nitrato; Amônio; N-amino; Açúcares solúveis.



DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0359.2014v35n6p2991

Semina: Ciênc. Agrár.
Londrina - PR
E-ISSN 1679-0359
DOI: 10.5433/1679-0359
E-mail: semina.agrarias@uel.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional