Avaliação eletrocardiográfica e níveis séricos de troponina I cardíaca em cães anêmicos com hemoparasitose

Tatiana Champion, Cristiane Francoy, Glaucia Bueno Pereira Neto, Aparecido Antônio Camacho

Abstract


Hemoparasitoses são causas frequentes de anemia e miocardite em cães. Em virtude da anemia poder provocar distúrbios hemodinâmicos relacionados à hipóxia e da miocardite secundária à hemoparasitose causar arritmias cardíacas, esperam-se alterações eletrocardiográficas e aumento dos níveis de biomarcadores cardíacos como troponina I cardíaca em cães com hemoparasitose. Por conseguinte, este estudo teve como objetivo investigar as características eletrocardiográficas de cães anêmicos por hemoparasitose e a relação da anemia com alterações eletrocardiográficas e aumento da troponina I cardíaca. Para tanto, foram avaliados vinte e oito cães com hemoparasitose, sorologicamente positivos para Ehrlichia canis/ Babesia canis, com diferentes níveis de anemia. Cães com anemia muito grave (hematócrito abaixo de 13%) apresentaram aumentos significativos da frequência cardíaca, comparados aos cães com anemia grave, moderada ou leve. Houve predomínio de arritmia sinusal respiratória em cães com anemia leve, moderada e grave e alta ocorrência de ritmo sinusal em cães com anemia muito grave, demonstrando diminuição do tônus parassimpático neste grupo. Em todos os grupos, foram detectadas alterações eletrocardiográficas sugestivas de sobrecarga ventricular e atrial esquerda, no entanto, cães com anemia muito grave, tiveram maiores durações de ondas P. Em todos os grupos de cães anêmicos, houve aumento da amplitude da onda T, sugestiva de hipóxia do miocárdio. No entanto, apenas os grupos com anemia moderada e grave apresentaram distúrbios do segmento ST. Apesar da falta de correlação entre as alterações eletrocardiográficas sugestivas de hipóxia miocárdica e os níveis de troponina I cardíacas, houve correlação negativa (r = -0,95, p = 0,05) entre os níveis de hemoglobina e o aumento da troponina sérica. Estes dados permitem inferir que cães anêmicos em decorrência de hemoparasitoses podem apresentar alterações eletrocardiográficas sugestivas de sobrecarga atrioventricular ou distúrbios hemodinâmicos, como aumento da frequência cardíaca. Ademais, a correlação negativa entre hemoglobina e os níveis séricos de troponina I cardíaca podem implicar em maior risco de lesão miocárdica em cães com anemia mais graves.


Keywords


Biomarcadores cardíacos; Eletrocardiograma; Hematócrito; Hipóxia do miocárdio.

Full Text:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0359.2013v34n6p2915

Semina: Ciênc. Agrár.
Londrina - PR
E-ISSN 1679-0359
DOI: 10.5433/1679-0359
E-mail: semina.agrarias@uel.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional