Características de carcaça, de componentes não carcaça e qualidade da carne de bovinos nelore em confinamento e alimentados com diferentes híbridos de milho

Bruna Bonini Sestari, Ivone Yurika Mizubuti, Edson Luis de Azambuja Ribeiro, Marco Aurélio Alves de Freitas Barbosa, Elzânia Sales Pereira, Andréa Pereira Pinto, Gianne Evans Cunha, Rodrigo da Costa Gomes, Fernando Luiz Massaro Junior, Carla Prado Rosolem

Abstract


O objetivo deste trabalho foi avaliar as características de carcaça, de componentes não carcaça e qualidade da carne de bovinos da raça Nelore terminados em confinamento e alimentados com diferentes híbridos de milho (duro, semi duro e semi dentado) na dieta. Foram utilizados 27 bovinos com peso vivo médio inicial de 350 ± 24 kg e idade média de 24 meses, distribuídos em delineamento inteiramente casualizado, em três tratamentos (T), sendo, T1- Dieta com milho duro, T2- Dieta com milho semiduro e T3- Dieta com milho semidentado, com nove repetições por tratamento. As dietas foram isoenergéticas e isoprotéicas, com relação de volumoso: concentrado de 30:70, utilizando-se o bagaço de cana como volumoso e ração concentrada composta de farelo de soja (8%), milho grão moído (88%), suplemento mineral e vitamínico (3%) e uréia (1%). Estas dietas foram fornecidas aos bovinos duas vezes ao dia (8 h e 16 h). Os animais foram confinados por um período de 95 dias, compreendendo 14 dias de adaptação e três períodos experimentais de 27 dias. Estes foram pesados em jejum de sólidos de 16 horas no inicio do experimento e ao final de cada período de 27 dias. Ao final do experimento, os animais foram abatidos em frigorífico comercial, mensurando-se os componentes não carcaça (peso do sangue, pés, couro, cabeça, cauda, órgãos, gordura retirada na toailete (pelanca), aparelho gastro-intestinal (faringe, esôfago, estômago e intestinos) e as características de carcaça (rendimento de carcaça quente, rendimento de carcaça fria, comprimento de carcaça, comprimento de perna, espessura de coxão, perímetro de perna, comprimento de braço, espessura de braço perímetro de braço, peso do dianteiro e peso do traseiro e conformação). Foi colhida amostra da secção HH para avaliação da percentagem de osso, músculo e gordura e posterior utilização do músculo Longissimus dorsi para avaliação de espessura de gordura de cobertura, marmoreio, área de olho de lombo, grau de acabamento, perda de água, pH, cor da carne e cor da gordura, bem como, análise centesimal da carne. Não houve diferença significativa (P>0,05) entre os tratamentos para os diferentes parâmetros avaliados de características de carcaça e de componentes não carcaça. Para os parâmetros de qualidade de carne, observou-se diferença significativa (P<0,05) entre os tratamentos apenas pH após 24 horas do abate. Conclui-se que a utilização de diferentes híbridos de milho na dieta concentrada de bovinos de corte em confinamento não influencia as características de carcaça, bem como os componentes não carcaça e as características qualitativas da carne.


Keywords


Híbrido; Qualidade de carcaça; Rendimento; Ruminante.



DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0359.2012v33n6Supl2p3389

Semina: Ciênc. Agrár.
Londrina - PR
E-ISSN 1679-0359
DOI: 10.5433/1679-0359
E-mail: semina.agrarias@uel.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional