Estudo comparativo da produção e manejo sanitário entre cabras leiteiras orgânica e convencional no Brasil

Jenevaldo Barbosa da Silva, Gisele Maria Fagundes, João Paulo Guimarães Soares, Adivaldo Henrique Fonseca

Abstract


O objetivo do artigo foi mensurar os fatores de risco referentes ao manejo sanitário e a produção entre cabras leiteiras sob sistema orgânico e convencional. Dois grupos experimentais (orgânico e convencional) foram conduzidos simultaneamente. O desenho do estudo foi o inteiramente casualizado. O rebanho orgânico consistiu de 25 cabras e 15 cabritos e o sistema convencional por 40 cabras e 20 cabritos. Os parâmetros produtivos e sanitários foram monitorados entre janeiro de 2007 a dezembro de 2009. No sistema convencional, houve uma taxa de aborto de 5% (2/40), enquanto que no sistema orgânico nenhum aborto foi diagnosticado (0/25). A taxa de mortalidade ao desmame no sistema convencional foi de 5% (2/40) e no sistema orgânico foi de 8% (2/25). A produção de leite média diária por cabra no rebanho leiteiro orgânico (2,20 kg/dia) foi mais baixa do que a do rebanho convencional (2,66 kg/dia). Os resultados indicaram que as cabras e cabritos mantidos em fazenda orgânica (386±104 e 900±204, respectivamente) apresentaram maiores valores de OPG (p <0,05) do que aqueles mantidos em fazenda convencional (245±132 e 634±212, respectivamente). O valor médio de OPG nos animais jovens foi superior (P<0,001) ao dos animais adultos. A utilização de antiparasitário foi significativamente maior no sistema convencional (50%) quando comparado ao sistema orgânico (1.3%).


Keywords


Cabra; Produção de leite; Sistema convencional; Sistema orgânico; Helmintos.



DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0359.2013v34n3p1273

Semina: Ciênc. Agrár.
Londrina - PR
E-ISSN 1679-0359
DOI: 10.5433/1679-0359
E-mail: semina.agrarias@uel.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional