Sobrevivência de micro-organismos patogênicos em ambrósia

Cláudio Dias Timm, Daiani Teixeira Silva, Priscila Alves Dias, Rita de Cássia Santos Conceição

Abstract


Ambrosia é um tipo de doce de leite preparado artesanalmente com leite, ovos e açúcar, comumente comercializado em feiras livres e muito consumido na América do Sul. A contaminação de alimentos por microrganismos patogênicos pode ocorrer durante as etapas de processamento, nos centros de distribuição, no mercado varejista ou na casa do consumidor. O trabalho teve como objetivo avaliar a sobrevivência em ambrosia dos principais microrganismos patogênicos eventualmente transmitidos por leite e derivados. Alíquotas de ambrosia foram experimentalmente contaminadas com Salmonella enterica subsp. enterica sorotipo Typhimurium, Escherichia coli O157:H7, Listeria monocytogenes e Staphylococcus aureus. Foram realizadas pesquisas dos microrganismos inoculados após 0, 1, 2, 3, 5, 10, 20 e 30 dias de estocagem. Salmonella e L. monocytogenes foram recuperadas de todas as amostras durante os 30 dias de estudo. E. coli O157:H7 foi isolada até o 10º dia e S. aureus foi recuperado até o terceiro dia de estocagem. Foi demonstrado que microrganismos patogênicos importantes em saúde pública são capazes de sobreviver por até 30 dias em ambrosia, o que faz deste doce um potencial veículo de doenças transmitidas por alimentos. O presente trabalho é o primeiro estudo sobre a possibilidade da ambrosia veicular microrganismos importantes em saúde pública.


Keywords


Ambrósia; Doce de leite; Salmonella; Listeria monocytogenes; Escherichia coli O157:H7;, Staphylococcus aureus.



DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0359.2013v34n4p1829

Semina: Ciênc. Agrár.
Londrina - PR
E-ISSN 1679-0359
DOI: 10.5433/1679-0359
E-mail: semina.agrarias@uel.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional