Efeitos da densidade de energia da dieta sobre a digestibilidade dos nutrientes, o desempenho e as características de carcaça de cordeiros Morada Nova

Marcus Roberto Goes Ferreira Costa, Elzânia Sales Pereira, Patrícia Guimarães Pimentel, Aderbal Marcos de Azevêdo Silva, Pedro Veiga Rodrigues Paulino, Ivone Yurika Mizubuti, Edson Luis de Azambuja Ribeiro, Andréa Pereira Pinto, Danilo de Araújo Camilo

Abstract


Foram avaliados os efeitos de diferentes níveis de energia metabolizável (EM) sobre a digestibilidade e características de carcaça em cordeiros Morada Nova. Utilizaram-se 40 cordeiros Morada Nova, com peso inicial de 12,2 ± 2,05 kg. Cinco tratamentos foram definidos de acordo com os níveis de energia metabolizável (0,96; 1,28; 1,72; 2,18 e 2,62 Mcal/kg MS), conduzidos em delineamento de blocos ao acaso. Os animais foram abatidos quando a média de peso corporal (PC) do grupo atingiu 25 kg. Foi observado efeito linear para o coeficiente de digestibilidade da MS, MO, EE, PB, FDN, CT, FC e NFC. O ganho de peso diário (GPD) apresentou aumento linear (P<0,0001) com os níveis de EM. O maior GPD observado foi de 135,98 g/dia para o nível de 2,62 Mcal/kg MS. As características de carcaça avaliadas (peso de carcaça quente, peso de carcaça fria, perda por resfriamento em kg e rendimento biológico) não variaram em função dos níveis de EM, com valores médios de 11,52; 11,03; 0,48 e 57,25, respectivamente. Conclui-se que o incremento do nível de energia em dietas influencia a digestibilidade dos nutrientes e ganhos de peso diário de cordeiros Morada Nova, durante o período de crescimento, sem alterar as características de carcaça.


Keywords


Digestibilidade; Crescimento; Relação volumoso: concentrado.



DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0359.2013v34n3p1389

Semina: Ciênc. Agrár.
Londrina - PR
E-ISSN 1679-0359
DOI: 10.5433/1679-0359
E-mail: semina.agrarias@uel.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional