Gesso agricola como fonte de enxofre para a cultura do morango

Maria Ligia Souza Silva, Marisa de Cássia Piccolo, Anderson Ricardo Trevizam

Abstract


De uma maneira geral, diversos são os estudos sobre a resposta das plantas ao enxofre (S), porém poucos são específicos para a cultura do morangueiro. A exigência por nutrientes e o estado nutricional é um atributo particular de cada espécie e deve ser levada em conta na determinação da demanda nutricional. O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência da aplicação de doses S e fósforo (P) no desenvolvimento e produtividade do morangueiro. Foi conduzido um experimento em casa de vegetação, em vasos de 2 Kg de solo (Latossolo Bruno), em Guarapuava-PR. O experimento constituiu-se de um fatorial 6 x 2, delineado em blocos ao acaso, com três repetições, sendo seis doses de S: 0, 10, 20, 30, 40 e 50 mg kg-1, na forma de gesso agrícola e duas doses de P: 300 e 600 mg kg-1 de P2O5. Nos vasos foram transplantadas mudas de morango variedade Albion, cultivadas por 170 dias. Os frutos foram colhidos e pesados ao longo do experimento e a parte aérea ao final do experimento. A parte aérea e os frutos foram secos, pesados, moídos e analisados em relação ao teor de S, Ca e P. A produção de frutos de morango foi influenciada pelas doses de S, sendo que a maior produtividade foi alcançada na dose de 60 mg kg-1 de S com aplicação de 300 mg kg-1 de P e na aplicação de 600 mg kg-1 de P combinada com a dose de 37 mg kg-1 de S.


Keywords


Absorção; Interação; Fósforo; Produção.



DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0359.2013v34n4p1683

Semina: Ciênc. Agrár.
Londrina - PR
E-ISSN 1679-0359
DOI: 10.5433/1679-0359
E-mail: semina.agrarias@uel.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional