Correlação entre a atipia linfocitária e o perfil imunológico de vacas leiteiras infectadas pelo vírus da leucemia bovina

Tatiana Rezende Spinola, Heloisa Godoi Bertagnon, Camila Freitas Batista, Fernando Nogueira Souza, Milton Ricardo Azedo, Maiara Garcia Blagitz, Fernando José Benesi, Alice Maria Melville Paiva Della Libera

Resumo


O presente trabalho teve o objetivo avaliar a atipia linfocitária, em bovinos da raça Holandesa Preto e Branco naturalmente infectados pelo vírus da leucemia bovina (BLV) correlacionando-a com as duas formas de manifestação da doença, linfocitose persistente (LP) e alinfocitóticos (AL). Assim, foram selecionados 56 animais, que foram divididos em três grupos distintos, sendo eles negativos (N, n=25), alinfocitóticos ( n=12) e com linfocitose persistente (n=19), de acordo com resultados do leucograma e do sorodiagnóstico da Leucose Enzoótica Bovina (LEB) pela imunodifusão em agar gel e pelo ensaio imunoenzimático. Destes, foram avaliadas as atipias linfocitárias. Em 15 animais, cinco de cada grupo, realizou-se análise de correlação entre as atipias linfocitárias e com os índices de proliferação de linfócitos e apoptose de células CD5+. Os resultados deste estudo mostraram que os linfócitos atípicos, e suas diferentes morfologias: sombra de Gümprecht, linfócito monocitóide e linfócito com núcleo duplo, foram encontrados nos três grupos, porém mais comumente em animais infectados pelo BLV, predominantemente no grupo manifestando LP. Na análise da correlação entre a apoptose de células CD5+ e a porcentagem das populações linfocitárias, observou-se que a apoptose teve correlação negativa com atipia linfocitária. Na correlação entre a proliferação, observou-se que quanto maior a porcentagem de linfócitos, e de linfócitos monocitóides, menor é a proliferação, o que não ocorreu nas demais populações celulares. Portanto, a manifestação da LP em animais naturalmente infectados pelo BLV, pode ser associada ao aumento de linfócitos atípicos, principalmente os do tipo sombra de Gümprecht, linfócito monocitóide e linfócito núcleo duplo.


Palavras-chave


Linfócitos; Bovinos; Linfocitose persistente; Apoptose; Proliferação celular.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0359.2013v34n1p293

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Semina: Ciências Agrárias

Londrina - PR
ISSN 1676-546X

E-ISSN 1679-0359

semina.agrarias@uel.br