Efeito de silicato de cálcio e magnésio sobre o crescimento de plantas de mamoneira submetidas a níveis de salinidade

José Félix Brito Neto, Napoleão de Esberard Macêdo Beltrão, João Paulo Gonsiorkiewicz Rigon, Silvia Capuani

Abstract


O estresse salino diminui o potencial osmótico da solução do solo causando estresse hídrico, provocando efeitos tóxicos nas plantas que resultam em injúrias no metabolismo e desordens nutricionais, comprometendo assim o crescimento das plantas, resultando em menor produção. O silicato de cálcio e magnésio pode desempenhar a mesma função do calcário, além de fornecer silício para as plantas, podendo ainda, contribuir para a resistência de plantas ao estresse salino. Nesse sentido, objetivou-se com esse trabalho avaliar o efeito do silicato de cálcio e magnésio no crescimento da mamoneira BRS Energia cultivada sob condições salinas. Avaliou-se a altura da planta, diâmetro do caule, número de folhas, área foliar, massa seca da parte aérea e da raiz e as características químicas do solo. Não houve interação entre os fatores níveis de salinidade e silicato sobre as variáveis analisadas. Houve relação direta entre os níveis de salinidade e o crescimento da planta em altura e diâmetro do caule. Os teores de K no solo foram influenciados pelos níveis de salinidade.

 


Keywords


Estresse salino; Silicatagem; Crescimento; Plantas.



DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0359.2012v33n6Supl1p2949

Semina: Ciênc. Agrár.
Londrina - PR
E-ISSN 1679-0359
DOI: 10.5433/1679-0359
E-mail: semina.agrarias@uel.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional