Aspectos clínicos e histopatológicos da hipersensibilidade à picada de insetos em equinos

Jose Paes Oliveira-Filho, Viciany Enrique Fabris, Roberto Calderon Gonçalves, Rogério Martins Amorim, Simone Biagio Chiacchio, Alexandre Secorum Borges

Abstract


Foram avaliados os aspectos clínicos e histopatológicos da hipersensibilidade à picada de insetos (HSPI) em equinos. Para isso, foram selecionados 12 cavalos em que a suspeita clínica de HSPI foi confirmada através do exame histopatológico da pele. Os 12 animais eram provenientes de dez haras localizados em diferentes municípios do estado de São Paulo. Os principais achados clínicos incluíam prurido intenso, alopecia e sinais de irritabilidade. As lesões eram difusas e predominantemente dorsais sendo a crina, a cauda e a face geralmente acometidas. Histologicamente evidenciou-se dermatite perivascular linfo-histiocítica e eosinofílica. Outros achados incluíam hiperceratose ortoceratótica, acantose e espongiose. Pode-se concluir que o diagnóstico de HSPI em equinos pode ser realizado através da associação dos dados clínico-epidemiológicos com os achados histopatológicos.


Keywords


Dermatopatologia; Dermatite alérgica; Culicoides; Prurido; Eqüinos.



DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0359.2012v33n3p1113

Semina: Ciênc. Agrár.
Londrina - PR
E-ISSN 1679-0359
DOI: 10.5433/1679-0359
E-mail: semina.agrarias@uel.br
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional