v. 5, n. 2 (2017)

jul./dez.

Com satisfação apresento à comunidade acadêmica o segundo número do quinto volume da Revista Organizações e Sustentabilidade.  

No primeiro artigo, de título “Crise Socioambiental: perspectiva histórica e crítica da racionalidade moderna e dos meios de produção capitalista”, os autores Luiz Cláudio dos Santos Ferreira e Patrícia de Oliveira Rosa-Silva trabalharam a hipótese de que o sistema capitalista, fundamentado e desenvolvido à luz da racionalidade moderna, tem sido de fato o promotor das desigualdades sociais e da depredação dos ecossistemas em todo o planeta. 

No segundo artigo, de título “Recursos Hídricos: a cobrança fundamentada no princípio do usuário-pagador e sua implantação em âmbito federal”, o autor Philipe Stéphano Gonçalves Correa demonstrou o fundamento jurídico pela cobrança de Recursos Hídricos e o modus operandi do Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos à luz da Lei das Águas. 

No terceiro artigo, de título “Logística Reversa: estudo sobre a destinação de pneus irreversíveis no município de Prudentópolis-PR”, os autores Edson Luis Kuzma, Sérgio Luis Dias Doliveira, Juliana Berg e Geison Rolf Rezende buscaram informações junto às empresas revendedoras de pneus e com entes públicos de como é feito o processo de destinação de pneus insersíveis no Município de Prudentópolis/PR. 

No quarto artigo, de título “Logística Reversa na Indústria Eletrônica: um estudo sobre a ong E-Lixoea sua contribuição à sustentabilidade”, os autores Marissa Yanara de Godoy Lima, Érik Álvaro Fernandes e Saulo Fabiano Amâncio-Vieira evidenciaram como as lacunas na cadeia produtiva estão sendo exploradas por outras organizações, de modo a produzir inovações nos processos e contribuir para a sustentabilidade. 

No quinto artigo, de título “As Práticas Sustentáveis nas Organizações e a Geração de Valor para o Investidor Institucional”, os autores Isabella Batalha Vasconcelos e Flavio Hourneaux Junior identificaram a relação entre as práticas sustentáveis implementadas em uma organização e a geração de valor para os seus stakeholders, em especial para os investidores institucionais. 

No sexto artigo, de título “Gestão da Sustentabilidade nas Organizações: uma análise dos parâmetros, desafios e possibilidades encontrados no Brasil e no Canadá”, os autores Luciano Munck, MaryuneZenti, Aline Munhoz Santana e Tiago Rodrigues Garcia estudaram experiências canadenses sobre os desafios e as possibilidades encontrados para tornar a sustentabilidade parte efetiva da gestão organizacional. 

Em nome do Corpo Editorial da Revista Organizações e Sustentabilidade desejo boas leituras a todos. 

Prof. Dr. Rafael Borim-de-Souza (Editor Chefe)

Sumário

Ensaios Teóricos

Patrícia de Oliveira Rosa-Silva, Luiz Cláudio dos Santos Ferreira
PDF
3-28

Artigos

Philipe Stéphano Goncalves Correa
PDF
29-63
Edson Luis Kuzma, Sérgio Luis Dias Doliveira, Juliana Berg, Geison Rolf Rezende
PDF
64-91
Marissa Yanara de Godoy Lima, Érik Álvaro Fernandes, Saulo Fabiano Amâncio-Vieira
PDF
92-114
Isabella Batalha Vasconcelos, Flavio Hourneaux Junior
PDF
115-148
Luciano Munck, Maryune Zenti, Aline Munhoz Santana, Tiago Rodrigues Garcia
PDF
149-173