Práticas de saúde e segurança do trabalho (SST) na área de manufatura: um modelo teórico

Leonardo Caixeta de Castro Maia, Daniel Masini Espíndola, Cristiano Henrique Antonelli da Veiga

Resumo


As práticas de saúde e segurança do trabalho (SST) apresentam, em uma primeira análise, um mecanismo de redução do desempenho operacional. Contudo, as práticas SST também oferecem melhores níveis eficiência, melhor ambiente de trabalho e menor rotatividade de funcionários. Assim, o objetivo desse artigo é retratar um conjunto de constructos relacionados sobre as práticas de SST a fim de apresentar um modelo teórico. Para tanto, realizou-se uma revisão bibliográfica sistemática com as palavras-chave: segurança, responsabilidade social, sustentabilidade e manufatura em periódicos da área de produção e manufatura. Avaliou-se também as teorias organizacionais que alicerçam e auxiliam na interpretação dos comportamentos e das relações inter e intraorganizacionais. Observou-se as tendências quanto à necessidade de consolidar os dados do processo fabril e também dos recursos humanos por meio de um sistema integrado de controle; de estabelecer ferramentas de melhoria contínua e de monitorar e de reavaliar os valores organizacionais sobre o tema.


Palavras-chave


Saúde e segurança no trabalho; Sustentabilidade; Revisão bibliográfica sistemática.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2318-9223.2018v6n2p89

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


AS SUBMISSÕES PARA ESTE PERIÓDICO ESTÃO TEMPORARIAMENTE SUSPENSAS. DETALHES NA NOTA DO EDITOR: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/ros/index

ISSN: 2318-9223


QUALIS-CAPES: B5 - ADMINISTRAÇÃO, CONTÁBEIS E TURISMO

Indicadores e diretórios: