“Alemães” e “Paraibanos” no noroeste paranaense: os Estabelecidos e os Outsiders

Luiza Ortiz Santos, Adriana Vinholi Rampazo

Resumo


Graciosa é um pequeno distrito rural paranaense, formado na sua maioria por uma população de origem germânica. Nos últimos anos, Graciosa se tornou destino de diversas famílias vindas da região nordeste do Brasil, gerando mudanças na comunidade. Sendo assim, neste estudo realizado com base na obra de Elias e Scotson, buscamos compreender as relações entre estabelecidos e outsiders em um pequeno distrito no interior do Paraná. Para tanto, foi feito um estudo qualitativo, de cunho descritivo, com o uso de entrevistas semiestruturadas aplicadas tanto aos estabelecidos quanto aos migrantes considerados outsiders. Os resultados nos mostram que ocorreu uma grande mudança no comportamento dos moradores mais antigos diante da inserção desses novos membros. Com essa pesquisa é possível identificar que, mesmo em uma comunidade pequena na qual não parece ter espaço para separações de grupo, ocorre uma distinção usando como características para esta divisão o fato de as pessoas que buscam Graciosa serem de origens diferentes e simplesmente não fazerem parte de todas as experiências dos mais antigos.

Palavras-chave


Estabelecidos; Outsiders; Relações Sociais; Estigma; Comunidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2318-9223.2016v4n2p142

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


AS SUBMISSÕES PARA ESTE PERIÓDICO ESTÃO TEMPORARIAMENTE SUSPENSAS. DETALHES NA NOTA DO EDITOR: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/ros/index

ISSN: 2318-9223


QUALIS-CAPES: B5 - ADMINISTRAÇÃO, CONTÁBEIS E TURISMO

Indicadores e diretórios: