Sustentabilidade e a Construção de Sentidos e Significados pelos Atores de uma Organização da Construção Civil

Graziele Laska Harmatiuk, Samir Adamoglu de Oliveira

Resumo


O objetivo deste artigo consiste em compreender como ocorre o sensemaking e do significado de ’sustentabilidade’ pelos atores de uma organização da construção civil. Como justificativa prática, este trabalho evidencia o discurso da sustentabilidade produzido e reproduzido dentro da organização e para seus stakeholders, que pode ser interpretado como recurso estratégico ou substancialmente retórico. O delineamento do estudo foi de abordagem qualitativa, a temporalidade foi seccional com perspectiva longitudinal, para possibilitar o resgate histórico e retrospectivo do fenômeno abordado com início em 2006, quando a organização em estudo ingressou no mercado da BM&FBOVESPA, até o ano de 2015, quando se finalizou a coleta. Para análise qualitativa do material empírico proveniente das 12 entrevistas realizadas, utilizou-se o método de análise de conteúdo da íntegra das transcrições. A análise evidenciou que os atores organizacionais construíram sentido considerando as experiências anteriores e ocorreu uma falta de conformidade do significado atribuído ao termo “sustentabilidade”. Por meio do estudo realizado foi demonstrado que, nesse momento, a organização apresenta dificuldade em agregar discurso e prática aos aspectos da sustentabilidade. A principal conclusão desta pesquisa foi a de que o processo de construção de sentido ocorreu e ocorre na organização em estudo devido ao fato de que os atores sociais estão relacionados aos processos na medida em que os influenciam e são por eles influenciados.


Palavras-chave


Sustentabilidade; Construção de Sentidos; Sensemaking.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2318-9223.2015v3n2p54

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


AS SUBMISSÕES PARA ESTE PERIÓDICO ESTÃO TEMPORARIAMENTE SUSPENSAS. DETALHES NA NOTA DO EDITOR: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/ros/index

ISSN: 2318-9223


QUALIS-CAPES: B5 - ADMINISTRAÇÃO, CONTÁBEIS E TURISMO

Indicadores e diretórios: