Sustentabilidade e Comunicação: reflexões sobre discursos e práticas nas organizações

Giovanna Migotto da Fonseca Galleli, Marlene Regina Marchiori

Resumo


Comunicar o status de “organização sustentável” é, sem dúvida, um caminho para fortalecer a imagem e a reputação no mercado. Por outro lado, entende-se que sustentabilidade, como valor e prática organizacional, requer o equilíbrio no pensar e no agir, no que tange aos aspectos econômico, social, ambiental e cultural. Nesse contexto, o objetivo deste ensaio é refletir sobre discursos e práticas de sustentabilidade, evidenciando a ação dos sujeitos na mudança cultural que se faz necessária para a construção de novas realidades organizacionais. Ao questionar as “organizações sustentáveis”, dentro de um cenário de baixa efetividade de ações, discute-se as políticas de relacionamento com stakeholders, especialmente com empregados. Defende-se o processo de gestão de pessoas centrado em uma perspectiva comunicacional que sugere o diálogo como estratégia para conceber sustentabilidade como valor real.


Palavras-chave


Comunicação; Sustentabilidade organizacional; Gestão de pessoas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2318-9223.2013v1n1p128

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


AS SUBMISSÕES PARA ESTE PERIÓDICO ESTÃO TEMPORARIAMENTE SUSPENSAS. DETALHES NA NOTA DO EDITOR: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/ros/index

ISSN: 2318-9223


QUALIS-CAPES: B5 - ADMINISTRAÇÃO, CONTÁBEIS E TURISMO

Indicadores e diretórios: