Políticas Editoriais

Foco e Escopo

Organizações e Sustentabilidade (OS) é uma revista eletrônica com edições semestrais que tem como missão contribuir para o campo dos estudos organizacionais com a promoção do debate e a divulgação de trabalhos sobre organizações, gestão e as diferentes abordagens da sustentabilidade, em suas diversas dimensões.

Buscam-se trabalhos oriundos de estudos ou pesquisas científicas que abordem as organizações e a sustentabilidade, não só na perspectiva de sua construção e gestão, mas também em suas interações com o trabalho, o meio ambiente e a sociedade, com vistas a fomentar o desenvolvimento e a divulgação de modelos ou alternativas emergentes que considerem a complexidade inerente ao fenômeno da sustentabilidade.

 

Editoria de Seção Política e Gestão Socioambiental (PGSA)

Esta Editoria de Seção admite trabalhos de diferentes orientações epistemológicas e metodológicas de diversos campos de conhecimento, a respeito das tradicionais e das inovadoras formas de institucionalidades, organizações e gestão da questão social e ambiental no âmbito público estatal e não-estatal.

 

Editoria de Seção Gestão de Organizações e Sustentabilidade (GOS)

Esta Editoria de Seção admite trabalhos de diferentes orientações epistemológicas e metodológicas de diversos campos de conhecimento, a respeito de modelos, políticas e estratégias organizacionais sustentáveis inerentes às áreas funcionais.

 

Políticas de Seção

Artigos

Os artigos devem ser inéditos e de estudos científicos em língua portuguesa, inglesa ou espanhola.


Aceitam-se estudos apresentados em eventos científicos e que tenham implementado as contribuições recebidas, mas não serão aceitos aqueles publicados noutro periódico. Nesse caso o(s) autor(es) deve(m) informar o evento ao edito no momento da submissão.

Se for identificada outra submissão em periódico, o trabalho será cancelado e arquivado sem chance de recurso.

 

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Ensaios Teóricos

Os ensaios são manuscritos que buscam a compreensão de algo sem o formalismo da ciência tradicional. Tem, segundo Meneghetti (2011, pp. 321-323), natureza reflexiva e interpretativa diferenciada da forma classificatória da ciência. O autor destaca: "O ensaio é um meio de análise e de elucubrações em relação ao objeto, independentemente de sua natureza ou característica. A forma ensaística é a forma como são incubados novos conhecimentos, até mesmo científicos ou pré-científicos".

Por isso o ensaio-teórico mais interessante é aquele elaborado para leitores com espírito livres de preconceitos e sem o confinamento da forma científica, mas com a racionalidade diante do fenônemo da realidade que o ensaísta trata.

Também devem ter orginalidade associada ao ineditismo, escritos em língua portuguesa, inglesa ou espanhola.


Assim como caso dos artigos, aceitam-se ensaios apresentados em eventos científicos e que tenham implementado as contribuições recebidas, mas não serão aceitos aqueles publicados noutro periódico. Nesse caso o(s) autor(es) deve(m) informar o evento ao edito no momento da submissão.

Também aplica-se que submissão do trabalho em outro periódico, será cancelado e arquivado sem chance de recurso.

Referência: Meneguetti, F. K. O que é um Ensaio-Teorico? RAC, V. 15, N. 2, pp 320-332, 2011.

 

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Relatos de Experiência

O Relato de Experiência engloba trabalhos acadêmicos realizados em campo com referencial teórico-metodológico. Priorizam-se manuscritos realizados em pequenos grupos, movimentos sociais, comunidades e organizações sociais.

 

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

O periódico adota um processo avaliação em fluxo contínuo dividido em quatro etapas:

1) Desk review: O Editor-Chefe recebe o manuscrito e, em reunião de comitê com os Editores Associados de Seção, analisa se a temática abordada no mesmo está adequada ao escopo da revista bem como encontra-se em consonância com as normas de formatação adotadas pelo periódico. A referida reunião ocorre a cada 40 dias e, se necessário, algum membro do Corpo Editorial Científico poderá ser envolvido. Caso o manuscrito não atenda a um desses critérios, ele é devolvido para o autor a fim de que o mesmo possa fazer a revisão das normas ou a para verificação de readequação à temática da revista. Se os critérios forem atendidos, um Editor Associado de Seção é designado para o acompanhamento do manuscrito.

2) Blind review: Com o manuscrito aprovado na primeira fase, as propriedades do(s) arquivo(s) e o conteúdo são inspecionados para averiguar se existem marcação(ões) ou informação(ões) que revelem autoria; se não existirem, ele segue para avaliação às cegas de dois ou mais avaliadores externos desconhecidos dos autores que sejam especialistas no tema. A equipe científica de avaliadores do periódico está composta por consultores ad hoc, docentes e pesquisadores ligados a programas de pós-graduação stricto sensu de instituições de ensino nacionais e internacionais. Em havendo duas avaliações que recomendam a publicação, o estudo retornará ao comitê de editores e será dirigido à terceira etapa. Caso o manuscrito seja rejeitado por um dos avaliadores, ele será encaminhado a um terceiro avaliador que fará o desempate.  A aprovação final dependerá da aprovação de dois avaliadores.

3) Com as avaliações concluídas, o manuscrito poderá seguir três trâmites:

a) ser publicado na íntegra e sem alterações; b) ser publicado mediante adequação às recomendações dos pareceristas; c) ser rejeitado. Em quaisquer desses casos, o autor será informado por e-mail pelo Editor Associado de Seção antes designado para acompanhar o processo de avaliação. Nos casos em que os pareceristas solicitarem ajustes no artigo, será concedido aos autores um prazo entre 20 dias para reformulação do mesmo. Após esse prazo, o manuscrito retornará ao Editor Associado de Seção que junto ao Editor-Chefe farão as devidas verificações. Novas adequações poderão ser solicitadas pelo Editor Associado.

4) A aprovação direta ou a aprovação do manuscrito que foi reformulado, uma vez que estava condicionado às recomendações dos pareceristas, caberá ao Editor-Chefe da revista. Nesse caso, o manuscrito passará por revisão final de língua portuguesa, inglesa e espanhola (quando for necessário), e de formatação que irá adequá-lo às normas editoriais do periódico antes da publicação final.

 

Periodicidade

No ano de 2013 a revista estava com periodicidade anual, publicou-se uma edição de janeiro/dezembro, com a disponibilização de conteúdo on line em arquivo de formato tipo PDF, legível em Acrobat Reader.

A partir de 2014, a periodicidade passou a ser semetral, com edições de janeiro/junho e julho/dezembro .

 

Política de Acesso Livre

Este periódico oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

 

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...

 

Taxas de Submissão e Processamento

Organizações e Sustentabilidade não cobra valores para a submissão, processamento editorial ou publicação de manuscritos.

 

Política de Responsabilização e Distribuição

Os modelos, conceitos, opiniões ou idéias dos trabalhos nesta revista são de total responsabilidade de seu(s) autor(es), isentando a UEL, o PPGA-UEL e outras organizações, instituições que se relacionam ao periódico.

Está proibido o uso dos trabalhos publicados para fins comerciais, e permitido o acesso, distribuição, cópia, transmissão e exibição deles, desde que se apresente explicitamente que é uma publicação original da revista ORGANIZAÇÕES E SUSTENTABILIDADE (OS), deixando claro os termos de licenciamento dos artigos.

 

Indexadores

ERIH PLUS