Massagem terapêutica em recém-nascidos pré-termo na Unidade de Terapia Intensiva: uma revisão sistemática

Jamilla Sales, Dayane Montemezzo, Camila Santana de Freitas Vieira, Camilla Borges Resende, Simone Nacimento Santos Ribeiro

Resumo


Introdução: No Brasil, a prematuridade é um problema de saúde pública cujo crescimento está em ascensão. O longo período de hospitalização decorrente da prematuridade pode acarretar algumas comorbidades, principalmente as relacionadas ao desempenho motor. A massagem terapêutica apresenta-se como um estímulo benéfico, que favorece o desenvolvimento motor, o ganho ponderal, reduz o tempo de internação hospitalar, entre outros desfechos descritos na literatura. Objetivo: Realizar uma revisão sistemática da literatura e identificar os efeitos da massagem terapêutica exclusiva, em recém-nascidos pré-termo (RNPT) e/ou de baixo peso ao nascer, realizada por fisioterapeutas, durante a rotina de cuidados na Unidade de Terapia Intensiva (UTIN). Métodos: A pesquisa foi realizada nas seguintes bases de dados: Latino Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), Medical Literature Analysis and Retrieval System (MEDLINE), Cumulative Index to Nursing and Allied Health Literature (CINAHL), Cochrane, EMBASE, Physiotherapy Evidence Database (PEDro), até maio de 2017. Foram incluídos estudos controlados e randomizados, cuja amostra foi composta por RNPT (< 37 semanas) e/ou baixo peso ao nascer (< 2.500g), submetidos à massagem realizada por fisioterapeutas na UTIN, nos idiomas inglês, espanhol e português, sem limite de tempo. Duas revisoras independentes participaram da seleção dos estudos. Resultados: Dos 131 estudos encontrados, um atendeu aos critérios de inclusão. Ao avaliar a resposta da Frequência Cardíaca (FC) e Saturação Periférica de Oxigênio (SpO2) à massagem, a estabilidade fisiológica dos RNPT não foi alterada, ao avaliar o efeito da massagem sobre a eficácia e qualidade do sono (resposta ao estresse), não foi observada diferença, estatisticamente, significativa, entre os grupos intervenção e controle. Não foram registrados eventos adversos associados à massagem, como choro e agitação, os quais representam sinais de estresse. Conclusão: O protocolo da presente revisão sistemática não permitiu identificar os efeitos da massagem terapêutica exclusiva aplicada por fisioterapeutas em RNPT, durante a rotina de cuidados na UTIN.


Palavras-chave


Prematuro; Unidade de Terapia Intensiva Neonatal; Massagem.

Texto completo:

PDF


ASSOBRAFIR Ciência

Email: assobrafirciencia@uel.br

EISSN: 2177-9333