Moda, cultura e frascos de perfume

Maureen Schaefer França, Marilda Lopes Pinheiro Queluz

Resumo


Os estudos apresentados neste artigo buscam refletir sobre a relação entre design e cultura presente nos frascos de perfume do século XXI. O objetivo é compreender algumas representações sociais construídas através do design de frascos de perfume após o seu encontro com a moda e as suas relações com a criação de espaços de identificação para os consumidores potenciais. Procurou-se estudar os envoltórios em sua materialidade, o modo como constituem e são constituídos por discursos sócio-culturais, questionando ou reproduzindo estereótipos, convenções sociais e relações de poder. Para isso, recorreu-se à análise da configuração visual, mediada pelas questões sócio-culturais, de duas embalagens de perfume: CH e CH Men, ambas da estilista Carolina Herrera, voltadas, respectivamente, para o público feminino e masculino. As embalagens costumam dar visibilidade a tipos de feminilidades e masculinidades e estilos de vida, que são atravessados por questões de gênero, geracionais e classistas. Os frascos de perfume, assim como outros produtos do design, permitem observar parte da representação da sociedade contemporânea.


Palavras-chave


design e cultura, frasco de perfume, design de embalagem

Texto completo:

PDF

Referências


ARTE em perfumes: mais do que o cheiro, o sucesso de uma nova fragrância pode depender do design da embalagem. Istoé, São Paulo, Edição, 1595, 26. abr. 2000.

ASHCAR, Renata. Brasilessência: a cultura do perfume. São Paulo: Nova Cultural, 2001.

ASHCAR, Renata. Entrevista concedida via-email. 10/02/2010.

BELLINO, Nina. Mensagem na garrafa. Revista Estilo, São Paulo, n. 76, p. 106-109. jan. 2009.

CAROLINA HERRERA. Disponível em: http://www.carolinaherrera.com/. Acesso em: 22 nov. 2010.

CARVALHO, Vânia Carneiro de. Gênero e artefato: o sistema doméstico na perspectiva da cultura material – São Paulo, 1870-1920. São Paulo: Edusp, 2008.

CHANEL. A história do Nº 5. Disponível em: http://www.chaneln5.com/pt-br/dth=1259&height=654#/world/the-story. Acesso em: 21 mar. 2010.

CORNING MUSEUM OF GLASS. Perfume Bottles: From Design Table to Dressing Table. Disponível em: http://www.cmog.org/dynamic.aspx?id=1278& terms= dressing+table. Acesso em: 21 maio 2010.

DUBY, Georges; PERROT, Michelle. História das mulheres no Ocidente: o século XX. Porto: Edições Afrontamento, 1991.

ESTÉE LAUDER. Fragance for women. Youth Dew. Disponível em: http://www.esteelauder.com/products/620/Product-Catalog/Fragrance/For-Women/Youth-Dew/index.tmpl. Acesso em: 23 mar. 2010.

FORTY, Adrian. Objetos de desejo: design e sociedade desde 1750. São Paulo: Cosac Naify, 2007.

FRANÇA, Maureen Schaefer. Design & Cultura: representações sociais nos frascos de perfume do início do século XXI. 2011. 251 f. Dissertação (Mestrado em Tecnologia) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Curitiba, 2011.

GIDDENS, Anthony. Modernidade e Identidade. Rio de Janeiro, Jorge Zahar, 2002 G

UIA de perfumes. São Paulo: L’Officiel, 2009. GUIA de perfumes. São Paulo: L’Officiel, 2010.

GUIMARÃES, Luciano. A cor como informação: a construção biofísica, linguística e cultural da simbologia das cores. São Paulo: Annablume, 2000.

HALL, Stuart. A centralidade da cultura: notas sobre as revoluções culturais do nosso tempo. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 22, n. 2, p. 15-46, jul./dez. 1997.

HALL, Stuart. Quem precisa de identidade? In: SILVA, Tomaz Tadeu da (Org.). Identidade e Diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis: Vozes, 2000.

JOLY, Martine. Introdução à análise da imagem. Campinas: Papirus, 1996.

KNIBIEHLER, Yvonne. Corpos e corações. In: DUBY, Georges; PERROT, Michelle. História das Mulheres: o século XIX. Porto: Afrontamento, 1991.

LARAIA, Roque de B. Cultura: um conceito antropológico. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2007.

MEDEIROS, Jusméri; QUELUZ, Gilson. Havaianas: um artefato cultural das identidades brasileiras no mundo globalizado. In: QUELUZ, Marilda Lopes (Org). Design & Identidade. Curitiba: Ed. Peregrina, 2008.

MESTRINER, Fabio. Design de Embalagem: Curso Básico. São Paulo: Makron, 2002.

MILLER, Daniel. Stuff. Cambridge: Polity Press, 2009.

NEGRÃO, Celso; CAMARGO, Eleida Pereira. Design de embalagem: do marketing à produção. São Paulo: Novatec, 2008.

OLIVEIRA, Sandra R. Ramalho e. Imagem também se lê. São Paulo: Rosari, 2006.

ONO, Maristela Mitsuko. Design e cultura: sintonia essencial. Curitiba: Edição da autora, 2006.

ONO, Maristela Mitsuko. Design industrial e diversidade cultural: sintonia essencial. Estudos de casos nos setores automobilístico, moveleiro e de eletrodomésticos no Brasil. 2004. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.

PEDROSA, Israel. Da cor à cor inexistente. Rio de Janeiro: EDUFF, 2002.

PERFUME 2000.com. The History of perfume. Disponível em: . Acesso em: 27 dez. 2010.

PERFUMES: a história de um elemento vital na sedução. Revista Class. Disponível em: http://www.revistaclass.com.br/conteudo.asp?codConteudo=223. Acesso em: 19 mar. 2010.

SANTOS, Marinês Ribeiro dos. Existe Design Brasileiro? Considerações Sobre o Conceito de Identidade Nacional. In: QUELUZ, Marilda Lopes (Org). Design & Identidade. Curitiba: Ed. Peregrina, 2008.

SANTOS, Marinês Ribeiro dos. O design Pop no Brasil dos anos 1970: domesticidade e relações de gênero na Revista Casa & Jardim. 2010. 294 f. Tese (Doutorado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 2010.

SEELING, Charlotte. Moda: o século dos estilistas - 1900-1999. Colônia: Könemann, 2000.

SEVCENKO, Nicolau. A Capital irradiante: técnica, ritmos e ritos do Rio. In: História da vida privada no Brasil. São Paulo: Cia da Letras, 1998.

SLATER, Don. Cultura do consumo e modernidade. São Paulo; Nobel, 2002.

SPARKE, Penny. An introduction to design and culture: 1900 to the present. London and New York: Routledge, 2004.

TANIA BO. Cartonagem. Disponível em: http://www.taniabo.com/madmaria.htm. Acesso em: 28 set. 2010.

WINNER, Langdom. Do artifacts have politics? In: MACKENZIE, Donald; WAJCMAN, Judy. The Social Shaping of Technology. Buckingham, Philadelphia: Open University Press, 1999.

WUCIUS, Wong. Princípios de forma e desenho. São Paulo: Martins Fontes, 1998.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2236-2207.2011v2n2p65

Direitos autorais 2011 Projetica

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Projética

Londrina/PR - Brasil
ISSN: 2236-2207

projetica@uel.br

 

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença 
Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.