Como assim não estava no briefing? Novas perspectivas sobre o briefing no processo de design a partir da Teoria Ator-Rede

Marcelo Vianna Batista, Guilherme Englert Corrêa Meyer

Resumo


Quando se trata do briefing, há um descompasso entre o que os estudos em design apontam a seu respeito e o que se postula sobre o processo de design. Enquanto briefing é entendido como algo que explicita e documenta os problemas, orientando o processo projetual, os estudos sobre processo de design apontam para um contexto difuso e não-linear, orientado por dinâmicas adaptativas frente aos contextos que o design se propõe enfrentar – sejam estes a geração de produtos e serviços ou estratégias organizacionais orientadas à inovação. Partindo da análise documental de 58 briefings, esta pesquisa procura compreender quem é o briefing em uso, como se materializa e quais processualidades lhe competem no processo de design. Para isto, princípios e conceitos da Teoria Ator-Rede permitem evidenciar a plasticidade de suas materializações e actancialidades evocativas que mediam o processo de projeto, em um caráter transformativo além do normativo, situado na esfera das possibilidades.

Palavras-chave


Briefing; Processo de design; Teoria Ator-Rede

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2236-2207.2018v9n2Suplp89

Direitos autorais 2018 Projetica

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

 

Projética

Londrina/PR - Brasil
ISSN: 2236-2207

projetica@uel.br

 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional