Design para a transformação da sociedade: um olhar crítico para o discurso dos movimentos Do It Yourself, Open Design e Makers no contexto contemporâneo

Pamela Marques, Daniela Favaro Garrossini

Resumo


Este trabalho analisa a tendência recente de emergência de movimentos de Design com discurso idealista, que, em resposta a insuficiências identificadas no modelo econômico atual, acreditam que a massificação do acesso a tecnologias de fabricação tem o potencial de democratizar a autonomia produtiva – e assim catalisar a emancipação social. Considera-se expoentes desta corrente, por sua popularidade, os movimentos Do It Yourself, Open Design e Makers. Para entender estes grupos e como se inserem na dinâmica do sistema global, examina-se, através de revisão bibliográfica, a afinidade de seu discurso com o capitalismo contemporâneo e sua ideologia legitimadora; e propõe-se uma reflexão sobre como suas narrativas e propostas interagem com as atuais relações de produção.

Palavras-chave


Capitalismo contemporâneo; Autonomia produtiva; Transformação social

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2236-2207.2018v9n2Suplp59

Direitos autorais 2018 Projetica

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

 

Projética

Londrina/PR - Brasil
ISSN: 2236-2207

projetica@uel.br

 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional