Personas: a teoria Junguiana dos tipos psicológicos e sua utilidade para o design

Carlos Eduardo Senna, Francisco Antônio Fialho

Resumo


O presente artigo oferece um novo olhar no processo de construção de personagens, pautado nos ensinamentos da psicologia arquetípica. Para isso, a estratégia metodológica adotada foi a revisão bibliográfica. Inicialmente, o texto mostra os princípios da Teoria dos Tipos Psicológicos, a face mais conhecida da Psicologia Analítica, de Carl Jung. Em seguida, o artigo descreve a classificação tipológica de Myers-Briggs. Um dos maiores desafios para o designer é definir dados psicográficos de um público. Nesse sentido, a teoria junguiana pode ser aproveitada para definição de necessidades coletivas.

Palavras-chave


Persona; Psicologia Arquetípica; Teoria dos Tipos Psicológicos; Necessidades Coletivas

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2236-2207.2016v7n1p37

Direitos autorais 2017 Projetica



 

Projética

Londrina/PR - Brasil
ISSN: 2236-2207

projetica@uel.br

 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional