Epistemologia da Imagem: o concreto, o abstrato e a metáfora das imagens de uma organização

Ana Luisa Boavista Lustosa CAVALCANTI, Vanessa Tavares de Oliveira BARROS, Paula Regina Zarelli ROCHA, Francisco Antônio Pereira FIALHO, Richard Perassi Luiz de SOUZA, Carlos Augusto M. REMOR

Resumo


O presente trabalho visa, a partir da reunião de conceitos e definições sobre imagem, discernir sobre a, intitulada por Joly (1996, p.9), "civilização da imagem". Essas imagens que nos "propõem mundos ilusórios e perceptíveis" que nos fazem deslocar sem sair do lugar. Imaginações, representações que para cada um são diferentes abstrações e que se concretizam de formas distintas. Entre a abstração e a concretização exemplificam-se ideias que, por muitas vezes, ficam em uma tênue fronteira entre os dois conceitos. Ora a abstração concretiza-se, ora o concreto se "desmancha no ar"1. Ao final, o artigo trata das imagens da organização em que a metáfora assume um papel na criação do conhecimento. A imagem e a metáfora são vistos como ferramentas de aprendizagem, ou como partes instrumentais do processo de busca do conhecimento.


Palavras-chave


Imagem, epistemologia, metáforas da organização.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2236-2207.2012v3n1p183

Direitos autorais



 

Projética

Londrina/PR - Brasil
ISSN: 2236-2207

projetica@uel.br

 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional