Os discursos programáticos dos partidos políticos na América Latina: identidade de classe e política econômica

Augusto Neftali Corte de Oliveira

Resumo


O artigo desenvolve uma análise comparada do discurso programático contemporâneo de 19 partidos de esquerda da América Latina, compreendendo 15 países. Quatro preocupações guiam o desenvolvimento da pesquisa: (a) a identidade com a classe trabalhadora está presente nas bases ideológicas destes partidos?, (b) estes partidos defendem uma agenda econômica social-democrata?, (c) existe relação entre a identidade de classe e a defesa de políticas social-democratas?, e (d) existe um padrão no discurso programático da esquerda latino-americana atual? Com foco na década de 2000, a pesquisa utiliza como fonte os programas de governo dos partidos e realiza breves discussões teóricas com a literatura especializada nos campos abordados. São encontrados elementos que permitem inferir a existência de relação positiva entre a ênfase de classe e a proposição de uma política econômica orientada por valores social-democratas, bem como um padrão comum que reúne um grupo significativo de partidos latino-americanos.


Palavras-chave


Partidos políticos; Identidade de classes; Política econômica social-democrata; América Latina.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2011v16n1p201

Direitos autorais 2020 Mediações - Revista de Ciências Sociais

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

  

         

 

                       

 

 

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

E-ISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br  

Mediações utiliza a licença Creative Commons Attribution 4.0 International