A condição de proletariedade: esboço de uma analítica existencial da classe do proletariado

Giovanni Antonio Pinto Alves, Esdras Fred Rodrigues Selegrin

Resumo


Nosso objetivo neste artigo é apresentar o conceito de "condição de proletariedade", considerado por nós como a condição existencial fundamental (e fundante) da modernidade do capital, que implica homens e mulheres despossuídos dos meios de produção de sua vida social, na situação de "classe social" do proletariado. A "classe" (entre aspas) do proletariado é o conjunto social de homens e mulheres, alienados da propriedade/controle social dos meios de produção da vida, que estão subsumidos a uma condição existencial histórico-particular: a condição de proletariedade.


Palavras-chave


Capitalismo; Classe social; Proletariado; Consciência de classe.

Texto completo:

PDF

Referências


ALTHUSSER, Louis; BALIBAR, Étienne. Lire le Capital. Paris: Maspero, 1973.

ALVES, Giovanni. A condição de proletariedade. Bauru: Práxis, 2009.

BOURDIEU, Pierre. La distinction: critique sociale du jugement. Paris: Minuit, 1979.

BOURDIEU, Pierre. Le sens pratique. Paris: Minuit, 1980.

BRENNER, Johanna. Work relations and the formation of class consciousness. In: WRIGHT, Erik Olin (Org.). The debate on classes. London: Verso, 1998. p. 184-190.

COHEN, Gerald Allan. Karl Marx´s theory of history: a defense. New Jersey: Princeton University Press, 1978.

ESTANQUE, Elisio. Classes e desigualdades sociais em Portugal: um estudo comparativo. Porto: Edições Afrontamento, 1997.

FAUSTO, Ruy. Marx: lógica e política. São Paulo: Brasiliense, 1986.

GIDDENS, Anthony; HELD, David. Classes, power, and conflict: classical and contemporary debates. London: MacMillan, 1982.

GRAMSCI, Antonio. Obras escolhidas: I e II. Lisboa: Estampa, 1974.

HOBSBAWM, Eric. Class consciousness in history. In: ALCOFF, Linda Martín; MENDIETA, Eduardo (Ed.). Identities: race, class,gender and nationality. Oxford: Blackwell, 2003. p. 126-135.

KOSIK, Karel. Dialética do concreto. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1978.

LUKÁCS, Georg. Ontologia dell’essere sociale. Roma: Riuniti, 1981.

MARX, Karl. Manuscritos econômico-filosóficos. São Paulo: Boitempo, 2004.

MARX, Karl. Miséria da filosofia. São Paulo: Global, 1985.

MARX, K. O capital: critica da economia política, livro 3, t.2, São Paulo: Abril Cultural, 1983.

MÉSZÁROS, István. Filosofia, ideologia e ciência social: ensaios de negação e afirmação. São Paulo: Boitempo, 2008.

MÉSZÁROS, István. Para além do capital: rumo a uma teoria da transição. Campinas: Ed. UNICAMP, 2002.

POULANTZAS, Nicos. Classes in contemporary capitalism. London: NLB, 1975.

SILVA, Manoel Carlos. Classes sociais: condicção objetiva, identidade e acção coletiva, Ribeirão: Húmus, 2009

THOMPSON, E. P. The making of the english working class. Harmondsworth: Middlesex, 1982.

WRIGHT, Eric Olin. Classes. London: Verso, 1985.

WRIGHT, Eric Olin. Reflections on classes. In: ______ (Org.). The debate on classes. London: Verso, 1998. p. 49-77.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2011v16n1p71

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

         

 

                       

 

 

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

E-ISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br  

Mediações utiliza a licença Creative Commons Attribution 4.0 International