Sobre a questão agrária

José Flávio Bertero

Resumo


O presente texto é um estudo sobre a chamada questão agrária no Brasil. Trata-se de um estudo crítico, com base nas transformações recentes da agropecuária, que conclui pela inexistência de uma questão agrária específica.


Palavras-chave


Trabalho; Capital; Terra; Subordinação; Classes sociais.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, M. C. A terra e o homem no Nordeste. São Paulo: Brasiliense, 1966.

BELLUZZO, 1.G.M. et alo Comercialização e Formação de preços. Campinas: Universidade Estadual de Campinas, [s.d.].

BERTERO, J.F. Parceiros do rio Pardo: um estudo do processo de trabalho na cultura de cebola. Campinas, 1983. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Estadual de Campinas.

___ o Estado, agricultura e agroindústria. São Paulo, 1991. Tese (Doutorado em Sociologia) - Universidade de São Paulo.

BRANT, V.C. Do colono ao bóia-fria: transformação na agricultura e constituição do mercado de trabalho na Alta Sorocabana de Assis. Estudos Cebrap, São Paulo, n.19, jan./fev./mar. 1977.

FERNANDES, F. Anotações sobre o capitalismo e a mudança social no Brasil. In: SZMRECSÁNY, T. et alo (org.). Vida rural e mudança social. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1973.

FRANK, A.G. Desenvolvimento do subdesenvolvimento. In: PEREIRA. L. (org.) Urbanização e subdesenvolvimemo. Rio de Janeiro: Zahar, 1969.

FURTADO, C. Estrutura agrária no subdesenvolvimento brasileiro. In: Análise do modelo brasileiro. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1975.

GNACCAR1NI, J. C. Latifúndio e proletariado: formação da empresa e relação de trabalho no Brasil rural. São Pau lo: Editora Polis, 1980.

LOPES, J.R.B. Empresas e pequenos produtores no desenvolvimento do capitalismo agrário em São Paulo. Estudos Cebrap, São Paulo, n.22, [s.d.].

___Do latifúndio à empresa: unidade e diversidade do capitalismo no campo. Cademos Cebrap, São Paulo, n.26, 1976.

MARTINS, J. S. A militarização da questão agrária no Brasil. Petrópolis: Vozes, 1975. Cap.4. MILLER PAIVA, R. Apreciação geral sobre o comportamento da agricultura. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, 1969a.

___o Reflexões sobre as tendências da produção, da produtividade e dos preços do setor agrícola do Brasil. In: Agricultura subdesenvolvida. Petrópolis: Vozes, 1969b.

___ O processo de modernização agrícola e o dualismo tecnológico nos países em desenvolvimento: o caso do Nordeste seco brasileiro. Belo Horizonte: UFMO, oul. 1974. mimeo.

___O setor agrícola no Brasil. Rio de Janeiro: Forense, 1976.

MÜLLER, O. Estado, estn.llura agrária e população: estagnação e incorporação regional. Petrópolis: Vozes, 1980.

___ (coord.) Trabalho volante na agricultura paulista. SEADE, São Paulo, n.25, 1978.

OLIVEIRA, F. A economia brasileira: crítica à razão dualista. In: Questiollalldo a ecollomia brasileira. São Paulo: Brasiliense, 1976.

PITERI, A.D. O Estatuto do Trabalhador Rural: problemas de aplicação e prováveis conseqüências sócio-econômicas. Agricultura em São Paulo, ano IJ, TIs. 1 e 2, jan.l fev. 1964. PRADO JÚNIOR, C. A revolução brasileira. São Paulo: Brasiliense, 1972.

SILVA, S. Estudo sobre a estrutura da produção e a questão agrária. Cadernos IFCH 12, Campinas, UNICAMP, 1984.

STÉDILE, J.P (org.) A reforma agrária e a luta do MST. Peu'ópolis: Vozes, 1997.

VEJA. A marcha dos radicais: quem são e o que querem os sem-terra. São Paulo, ano 30, n.lS, 16 abr. 1997.

___ Eles chegaram lá: o que fazer agora? São Paulo, ano 30, n.16, 23 abro 1997.

___ O que eles querem. São Paulo, ano 30, 3 jun. 1998.

VELHO, 0.0. A propósito: de terra e Igreja. Encontros com a Civilização Brasileira, n.22. Rio de Janeiro, 1980.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2000v5n1p109

Direitos autorais 2020 Mediações - Revista de Ciências Sociais

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

  

         

 

                       

 

 

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

E-ISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br  

Mediações utiliza a licença Creative Commons Attribution 4.0 International